O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

CONFIRA NOSSAS PUBLICAÇÕES

Voltar
bulletin blog

BOLETIM 82 CELEBRA - REDE DE ANIMAÇÃO LITÚRGICA - 2021

1 - EDITORIAL
Irmãos e irmãs, Paz! Carregamos com vocês as urgências do momento presente e as tensões que atingem os pobres do mundo inteiro, mas sempre na esperança de enxergar a luz da páscoa rom-pendo a escuridão.
A partir da Assembleia Nacional da Rede Celebra, em julho de 2019, iniciamos um processo de es-cuta em vista de fortalecer a vida e o engajamen-to da Rede, no seu lugar de atuação, a Igreja lo-cal.
Este é mais um Boletim especial, com a devoluti-va da segunda parte da enquete respondida por 22 dos 34 núcleos da Rede Celebra, entre 15 de outubro e 15 de dezembro de 2020.
A edição 81, de janeiro deste ano, trouxe o retor-no da primeira parte, sobre o que nos identifica com a Rede, como ela se organiza e como está inserida na Igreja local.
O resultante desta segunda parte trata especifi-camente sobre a formação, no interno dos nú-cleos e como serviço à Igreja. Optamos por uma síntese das respostas, muito indicativa do cami-nho percorrido e das expectativas sobre assesso-rias e subsídios em vista de uma maior unidade de conteúdo e de metodologia.
Ainda nesta edição, fazemos uma recordação das atividades da Rede em 2020, para encaminhar as proposições da Assembleia e, em 2021, como início de resposta ao que aparece como demanda nesta pesquisa. Finalmente apresentamos em
fase de elaboração o programa de formação per-manente para a Rede Celebra.
Estamos muito agradecidas pela cooperação de todos os membros que se envolveram efetiva-mente neste trabalho e pela interação positiva para animar e firmar os passos neste caminho de vida e missão na Igreja, por uma liturgia fonte de uma conduta segundo o Evangelho.
ÌNDICE
1. Editorial
2. Vozes dos Núcleos sobre a formação
3. Atividades em Curso—2019/2021
5. Comunicado


2 - VOZES DOS NÚCLEOS SOBRE A FORMAÇÃO
“A importância de uma coisa não se mede com fita métrica nem com balanças nem com barômetros etc. Que a importância de uma coisa há que ser medida pelo encantamento que a coisa produza em nós”. Manoel de Barros [1]
Memórias Inventadas – A infância. São Paulo: Planeta Editorial, 2003.
A formação nos núcleos da Rede Celebra
Transcrevemos aqui, sinteticamente, as respos-tas da segunda parte da Enquete sobre a forma-ção na Rede, dando uma visão mais próxima da totalidade de como este caminho é feito nos nú-cleos e o que se espera da Equipe Nacional de articulação e Apoio.
Dentro dos relatos que compreendem uma lista rica de dados a serem interpretados, alguns indi-cadores revelam-se particularmente importantes para o nosso trabalho, isto é, os assuntos mais comuns entre os núcleos e os específicos de ca-da um, as modalidades adotadas e as fontes con-sultadas.
Os temas mais comuns que aparecem nas res-postas, em geral, são os sugeridos pela Equipe de Articulação Nacional, sobretudo em preparação aos Encontros Nacionais: A Carta de Princípios; Ofício Divino das Comunidades; Ano Litúrgico; Liturgia nas casas; Liturgia na perspectiva da En-cíclica Laudato Si; Medellín, 50 anos depois, etc. Além disso, há temas comuns entre as regiões Sudeste, Sul, Nordeste e Centro-oeste: Música ritual, Celebração Dominical da Palavra, Celebra-ção Eucarística, Bençãos, Campanha da Fraterni-dade e Liturgia.
Em segundo lugar, vê-se que os temas mais es-pecíficos e recorrentes, são ligados à Igreja do Brasil e à Igreja local, a saber: Liturgia em tem-pos de pandemia; Salmos; Sacramentais; Ritos do Catecumenato, dimensão sacramental de toda liturgia; O lugar de Maria no Ano Litúrgico; Escola de liturgia; Laboratório Litúrgico; A Pala-vra de Deus na Liturgia com destaque à homilia; O ministério da presidência na celebração domi-nical da Palavra; Pastoral Litúrgica; a Liturgia co-mo Ação Simbólico-Sacramental; Celebração das Exéquias; Memória da Caminhada e com-promisso da Rede em nível regional; Espaço Li-túrgico; O Sacramento da Reconciliação; Cele-bração, teologia e espiritualidade da Eucarística.
Quanto às modalidades de formação há uma variedade de formas, que se entrecruzam, se relacionam e se completam. Suas escolhas de-correm da necessidade e do desejo de efetivar uma experiência formativa relevante e significa-tiva. Percebe-se que há um caminho aberto e em construção que revela autonomia, opção pedagógica e escolha de recursos didáticos que parte da experiência de celebrar e leva a ressig-nificar as práticas litúrgicas. Pode-se identificar três modalidades recorrentes que incluiu com a pandemia o formato online: O primeiro tipo, o mais comum, é o estudo em grupo ou “rodas de conversas”, para estudo de temas diversos, a curto prazo; o segundo é a prática regular da Lei-tura Orante, em geral, com os textos da liturgia dominical, inclusive aberto a outros núcleos e a outros grupos; O terceiro, são as escolas de li-turgia que se caracterizam por estudo mais sis-
O resultado da escuta dos núcleos sobre o tema específico da formação, socializa a todos os membros da Rede, fatos, dimensões e expectati-vas por vezes esquecidas, por outras desconhe-cidas, que mostram a vida dos núcleos em ter-mos de acontecimentos, experiências, criação - ao mesmo tempo singular e plural – que não se pode medir com fita métrica ou com critérios de quantidade, mas pelo que provoca de atravessa-mento e de intensidade, já que, como diz o poeta, “a importância de uma coisa há que ser medida pelo encantamento que a coisa produza em nós”. Dessa forma, que experiências formativas feitas e expectativas atravessam o cotidiano dos nú-cleos? O que elas nos falam, ensinam, revelam e desejam?

3-  temático, aberta a simpatizantes e amigos da Rede, e a outras pessoas interessados, com duração de mé-dio prazo. O Quarto é o curso de Espícialização em liturgia, iniciado pelo núcleo de Goiânia e atualmente assumido pela Equipe Nacional de Articulação e Apoio.

Destaca-se, nesse processo, a busca e a seleção cuidadosa de fontes bibliográficas e recursos peda-gógicos em vista de fazer esse percurso formativo situado no contexto histórico e socio-eclesial, tais como: documentos da Igreja, bibliografias especiali-zadas e subsídios didáticos.
O que se espera da Equipe Nacional?
O que se pode ler nas respostas é que, em geral, os núcleos se organizam e cuidam da própria formação com muita autonomia e criatividade. Contudo, ofere-cem, as seguintes sugestões:
• A concretização de um programa de formação permanente alinhando temas e linguagem para fortalecer a unidade na diversidade dos nú-cleos.
• Que o Curso de Especialização em Liturgia seja oferecido em regime presencial e remoto
[mesmo depois da pandemia], para torná-lo acessível a quem tem maior dificuldade de participar presencialmente.
• Apareceu também nas respostas uma preocu-pação com os simpatizantes da Rede e os no-vos membros e a necessidade de um roteiro de formação inicial.
• Solicitam material didático com bom conteúdo e metodologia da Rede, em função da forma-ção dos membros e sua atuação junto à Igreja local, na pastoral litúrgica e também na cate-quese, para os seguintes temas de estudo:: Ofício divino, a celebração da Palavra de Deus, a Celebração dominical da Palavra, Liturgia na catequese, Celebrar em casa; Leitura Orante; Exéquias; Ano Litúrgico; Música Ritual; Mista-gogia; espiritualidade dos tempos litúrgicos; Vigília pascal; ministérios litúrgicos; espaço; relação bíblia e liturgia; formação de leitores e salmistas e de agentes da Pastoral do Batis-mo;
• Que seja criada uma plataforma para que os núcleos tenham fácil acesso a este material.
ATIVIDADES EM CURSO – 2019 - 2021
EVENTO
QUANDO
OBJETIVO
ATIVIDADES JUNTO AOS NÚCLEOS
Encontro nacional
São Leopoldo (RS)
17 a 21 de julho de 2010
A liturgia, 50 anos depois de Medellín
Enquete
15 de outubro a
15 de dezembro de 2020
Conhecer melhor os núcleos em sua composição, orga-nização, formação e missão.
Encontro Nacional (online)
25 de outubro 2020
Marcar o Ano Jubilar da Celebra [1995-2020].e convi-dar à construção coletiva de um programa de formação permanente e comum à Rede
Visita aos núcleos
Dezembro de 2020 a
janeiro de 2021
Escutar e possibilitar aos núcleos um maior conheci-mento do conjunto da Rede Celebra.
Encontro com os núcleos de uma região
28 de janeiro de 2020 a
5 de março de 2021
Proporcionar aproximação e intercâmbio entre os nú-cleos.
ESTUDO DA CARTA DE PRINCÍPIOS
Encontro Nacional (online)
10 de maio 2021
Identidade da Rede, a partir da projeção de um clipe, em memória dos 25 anos da Rede Celebra
Apresentação das se-quências didáticas
[para 6 encontros]
17 de maio 2021
Passar para um pequeno grupo indicado pelos núcleos as sequencias a serem usadas nos encontros de estu-do da nossa Carta de Princípios
Estudo da carta em 16 dos 34 núcleos
Maio a dezembro de 2021
Para quem já leu, uma oportunidade de retomar e apro-fundar. E para os novos membros, a oportunidade de conhecer a Rede, a partir da Carta.
Estudo da carta com um grupo nacional: simpati-zantes e membros
5 de julho a 13 de setembro 2021
Para quem já leu, uma oportunidade de retomar e apro-fundar. E para os novos membros, a oportunidade de conhecer a Rede, a partir da Carta.

4 -  BOLETIM
Boletim 78 [77]
Janeiro de 2020
Boletim 79
Março de 2020
Espiritualidade da quaresma e leitura orante do 2º domingo da quaresma ano A
Boletim Especial 80
Janeiro de 2021
Devolutiva da enquete e visita aos núcleos 1ª parte
Boletim 81
Fevereiro/Março 2021
Roteiros de leitura orante dos domingos qua-resma Ano B
Boletim Especial 82
Setembro de 2021
Devolutiva da segunda parte da enquete sobre a formação, atividades em curso e comunica-do.
FORMAÇÃO NA REDE – online
Campanha da Fraterni-dade Ecumênica
18 de fevereiro de 2021
Tema, Lema e Hino
Leitura orante na qua-resma
19 de fevereiro de 2021
Leitura orante como caminho de oração pes-soal de oração tendo como fonte a liturgia, concretamente os domingos da quaresma do Ano B.
Quaresma na pande-mia
11 de março de 2021
Celebração e espiritualidade da quaresma em tempo de pandemia.
Ofícios da manhã na Quaresma
18 de março de 2021
Valor pastoral deste oficio gravado e disponi-bilizado em podcast e ensaio
O rito do lava-pés
26 de março de 2021
Mistagogia do Rito
Tempo Pascal
08 de abril de 2021
Mistagogia do tempo pascal
Maria Madalena
21 de julho de 2021
Leitura orante do formulário litúrgico da festa de Maria Madalena.
OUTRAS ATIVIDADES DE FORMAÇÃO
Grupo de estudo do ODC
Encontros mensais
Estudo e aprofundamento do ODC em suas razões teológicas e litúrgicas, com elaboração de subsídio em vista da formação na rede.
Escola de Liturgia
Diocese de Caxias do Maranhão com asses-soria da Rede Celebra Nacional
2021-2022
Oferecer uma introdução à vida litúrgica na perspectiva da iniciação à vida cristã, com ins-piração catecumenal e capacitar para o exer-cício dos ministérios litúrgicos.
CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM LITURGIA
2ª Edição - BH
Módolo 1 – janeiro 2020
Módolo II – julho 2020 [online]
Módolo III – janeiro 2021
[on line]
Proporcionar um aprofundamento teológico na liturgia do Concilio Vaticano II para uma participação mais profunda do mistério cele-brado.
Capacitar para atuar com competência nos ministérios litúrgicos e no ensino da liturgia

5 - ORAÇÃO NA REDE
Aberta aos núcleos e a outros grupos
Sábado 17h
Preparar-se para celebrar com mais profundidade do Dia do Senhor [meet].
Sábado 19h
Preparar-se para celebrar com mais profundidade do Dia do Senhor [youtube].
Sábado à noite
Dar oportunidade para celebrar o domingo com o ofício de Vigília. [meet].
Segunda, quarta e sexta, 9h
Terça e quinta, 18h
Sábado, só a leitura do evange-lho do dia.
Favorecer a oração diária do ofício Divino das Co-munidades e a celebração do domingo
[grupo Whats App].
Postado nas redes, toda sexta-feira
Um subsídio simples, de fácil condução, para cele-brar em casa o domingo, Dia do Senhor. Teve início no domingo de Ramos de 2020.
Postado no site
Os ofícios são gravados e disponibilizado em pod-cast. Possibilita que cada pessoa ou grupo, organize o tempo da sua oração.
COMUNICADO
O número 40 da Carta de Princípio da Rede Celebra, prescreve que cada participante contribuirá com uma taxa anual para manter o boletim nacional e colaborar nos gastos com outras despesas. Durante a assem-bleia anual em 2017, ficou estabelecido o valor referente a 3% do salário mínimo por ano, (salário mínimo atual: R$ 1.100,00). Assim sendo, a contribuição anual de cada participante em 3% do salário, ficará no valor R$ 33,00 (trinta e três reais).
Para facilitar e organizar a parte financeira da Rede Celebra, convidamos alguns membros para compor uma pequena equipe, são eles: Elislene Fornazier – Núcleo de BH, Roselídia Rodrigues – Núcleo Fortaleza, Maria da Glória – Núcleo Serra, Pe. Danilo César- Núcleo BH.
Informamos ainda que se fez necessário mudarmos a conta da Rede Celebra da Caixa Econômica Federal para o Banco Bradesco, conforme segue:

CELEBRA REDE DE ANIMAÇÃO LITÚRGICA LTDA
CNPJ: 33.254.618/0001-37
BANCO BRADESCO
Agência: 2286
Conta Corrente: 0037910-7