O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

A PALAVRA DE DEUS NO DIA DO SENHOR

14 de março de 2021

QUARTO DOMINGO DA QUARESMA - ANO B

Imprimir Voltar

1 -Aprofundando os textos bíblicos:     

Quarto Domingo da Quaresma  -  Ano B

1-Aprofundando os textos bíblicos:

João 3,14-21 – O velho Nicodemos vai encontrar-se com Jesus à noite; mesmo diante da luz que é Jesus, ele não se deixa iluminar. O tema fundamental do diálogo entre eles é o renascimento vindo do Espírito de Deus. O evangelho usa a figura da serpente do AT (Nm 21, 8-9); quem fosse mordido bastava olhar para serpente de bronze erguida por Moisés, que continuava vivo. O olhar do coração não parava no objeto, mas erguia-se para Deus e nele confiava. É o Senhor que salvava. Jesus ao ser levantado na cruz torna-se fonte de vida para todos. “O nosso olhar se dirige a Jesus; o nosso olhar se mantém no Senhor”. Olhar, crer, acolher, seguir! Para João, o juízo se dá quando a pessoa se encontra na presença de Jesus e de sua cruz e não aceita a sua revelação. O nome manifesta a pessoa; fé no nome de Jesus consiste em reconhecer o seu poder, como Filho de Deus, e revelador do amor do Pai. 

2Crônicas 36,14-16.19-23 – A infidelidade levou o povo a uma catástrofe que foi considerada castigo de Deus. Mas Deus continua fiel e disposto a salvar e reconstruir o povo através da história.

Salmo 137(136) – Clamor do povo no exílio da Babilônia. Deus é o aliado que deseja seu povo livre para livremente expressar sua fé. 

Efésios 2,4-10 – Optar por Cristo é optar pela vida. A salvação se realiza através do Ressuscitado. Morto está quem vive sem Cristo, pensando em si, alheio ao amor e comunhão com os irmãos.

2-Atualizando: A comunidade cresce e se fortalece na medida em que põe em prática o projeto de Jesus, a serviço da vontade do Pai, manifestada pelos mandamentos, profetas, mártires, apóstolos e mais plenamente pela vida de Jesus. Temos vivido na luz, na fidelidade à aliança, no projeto trazido por Jesus Cristo?

3-A palavra de Deus na celebração:

Na celebração damos graças ao Pai, porque que em Jesus realiza o maior gesto de amor para conosco. Contemplando-o erguido na cruz, nossas trevas são desmascaradas e vencidas e a esperança de um mundo feliz e libertado é reavivada. Como povo peregrino, comemos de seu pão, antecipando na fé a realização da comunhão entre nós, com o mundo e com Deus.

4-Dicas para a celebração que, hoje tem uma tônica festiva, encontram-se no Dia do Senhor, Ciclo pascal ABC p. 116-120.

A cruz poderá receber maior destaque (um foco de luz ou velas ao redor).

Um roteiro básico às p. 41-53 traz outras sugestões: Preparar o espaço da celebração com sinais de alegria: flores e a cor rosa, substituindo o roxo. As poderão oferecer flores mutuamente em sinal de paz e alegria

Antes da oração da paz, pode-se abençoar as flores. Este é um rito antigo agora sendo retomado por muitas comunidades, com esta ou outra oração:

“Ó Deus da paz, que nos dais a graça de nos alegrarmos desde agora com a ressurreição do vosso Filho, abençoai essas flores, dom de vossa criação. Sejam para nós sinais de vossa vida e vossa graça”. Ao desejar a paz, as pessoas entregam-se mutuamente as flores.

No dia 24/03, martírio de D. Oscar Romero, bispo, profeta e mártir da justiça, El Salvador. Dia 25, Solenidade da Anunciação do Senhor Jesus.

M. do Carmo de Oliveira e Maria de Lourdes Zavarez

 

 

> 2 - Atualizando:    

> 3 - A palavra de Deus na celebração:    

> 4 - Dicas e Sugestões: