O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

A PALAVRA DE DEUS NO DIA DO SENHOR

7 de março de 2021

TERCEIRO DOMINGO DA QUARESMA - ANO B

Imprimir Voltar

1 -Aprofundando os textos bíblicos:     

Terceiro Domingo da Quaresma: 07/03/2021

Terceira semana do Saltério

1-Aprofundando os textos bíblicos: João 2, 13-25; Ex 20, 1-17; Salmo 18 (19); 1 Cor 1, 22-25

– O evangelho relata a presença e a indignação de Jesus diante do comércio estabelecido no templo. O templo de Jerusalém, casa de oração, havia se transformado em banco central, casa de câmbio, lugar da exploração econômica sobre os pobres. A expulsão dos vendedores acontece em pleno tempo da páscoa dos judeus, quando em Jerusalém encontra-se uma multidão de pessoas vindas de muitos lugares. Muitos peregrinos fazem economias e vinham de longe, às vezes uma vez na vida. Diante da exploração Jesus lembra o profeta Zacarias 14,21: “... não façam da casa de meu Pai uma casa de negócios.” Sua segunda frase:”Destruam este templo e em três dias eu o reerguerei” mostra a chegada de um novo templo: Jesus é o verdadeiro Templo e o verdadeiro culto estará ligado a Ele. É o lugar da manifestação de Deus e nova proposta para a humanidade.

Êxodo 20,1-17 – O Decálogo, ou “Dez Palavras”, encontra-se também em Dt 5,6-21 em formas diferentes. Deus se dirige aos que livrou da casa da escravidão, oferecendo-lhes novas formas para viverem livres e comunitariamente. As três primeiras palavras dizem respeito a Deus; os outros 7, chamados mandamentos, ensinam o povo a se organizar e se respeitar como irmãos de um mesmo povo. A autenticidade do amor a Deus, fica visível no amor ao próximo.

Salmo 19(18) – O Deus da Aliança entrega a lei a seu povo. Lei que é conforto, fidelidade, alegria para o coração, luz para os olhos, justiça – Lei preciosa como ouro e doce como o mel. Jesus é o cumprimento da nova Aliança.

1 Coríntios 1, 22-25 – Paulo não fala da cruz de forma geral e impessoal, mas da cruz de Cristo. Esta apresentação destrói o pensamento racionalista dos gregos. Para a razão a cruz é uma loucura; e escandaliza os judeus que querem sinais de poder para garantir sua fé. Diante dos opostos: sabedoria/loucura, poder/escândalo, forte/fraco, as pessoas devem aceitar ou rejeitar a cruz.

2-Atualizando: Todo cristão que vive a fé em comunidade se torna parte viva do Templo que é o Corpo de Jesus Crucificado e Ressuscitado. Como temos comprovado nossa fidelidade à nova Aliança de Deus com a humanidade?

3- A palavra de Deus na celebração:

Como comunidade celebrante, novo templo do Senhor, recebemos a proposta de realizar o verdadeiro culto, feito em espírito e verdade na celebração e na vida. Participando do memorial da entrega de Jesus, obediente à vontade do Pai, o Espírito nos torna abertos e disponíveis ao mandamento do amor, a serviço da vida, da dignidade e da esperança. Jesus não se apegou ciosamente à sua dignidade e nos entregou sua vida, obediente e fiel ao mandamento do Pai. Entrando em comunhão com este mistério, o Espírito Santo nos torna abertos e disponíveis à vontade do Pai.

1. Fazer uma acolhida muito fraterna e pessoal a quem chega para a celebração. Que todos possam sentir sua dignidade humana respeitada e sua identidade cristã reconhecida. Os ritos iniciais, com o sentido de formar o Corpo vivo do Senhor, sejam bem valorizados neste domingo.

2. No ato penitencial, poderemos rever nossa espiritualidade.

3. As leituras sejam bem proclamadas e o salmo responsorial cantado. Um breve silêncio entre as leituras permite que o diálogo entre Deus e seu povo atinja mais profundamente cada pessoa.

  4. SUGESTÕES:

 Leitor (a): Para que meditem em seu coração a palavra de Deus, saboreando-a cada vez mais intensamente, rezemos ao Senhor.

T: Senhor, escutai a nossa prece.

Leitor(a): Para que reconheçam o Cristo que veio salvar o que estava perdido, rezemos ao Senhor.

T: Senhor, escutai a nossa prece.

Leitor(a): Para que rejeitem lealmente tudo o que em seus costumes desagrada ao Cristo ou se opõe a ele, rezemos ao Senhor.

T: Senhor, escutai a nossa prece.

Leitor(a): Para que o Espírito Santo, que sonda os corações de todos, fortifique com a força divina a fraqueza desses irmãos e irmãs, rezemos ao Senhor.

T: Senhor, escutai a nossa prece.

Leitor(a): Para que o mesmo Espírito Santo lhes ensine as coisas que são de Deus e a ele agradam, rezemos ao Senhor.

T: Senhor, escutai a nossa prece.

Leitor(a): Para que as famílias ponham sua esperança em Cristo e nele encontrem paz e santidade, rezemos ao Senhor.

T: Senhor, escutai a nossa prece.

Leitor(a): Para que todos nós, preparando-nos para as festas pascais, possamos corrigir nossos erros, elevar nossos corações e praticar a caridade, rezemos ao Senhor.

T: Senhor, escutai a nossa prece.

Leitor(a): Para que no mundo inteiro o que é fraco seja fortalecido; o deprimido, encorajado; o perdido, encontrado e salvo, rezemos ao Senhor.

T: Senhor, escutai a nossa prece.

            D: Ó Deus, acolhei estes nossos pedidos e transformai profundamente a vida destes nossos irmãos e irmãs, para que, convertidos por vossa palavra, sigam firmes no caminho da salvação. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

 

Rezar ou cantar a louvação quaresmal:

                É  bom cantar um bendito/ Um canto novo um louvor!

            - Ao Deus do povo oprimido/ que ouviu do pobre o clamor!

            - Ao Deus que tira seu povo/ Das garras do Faraó.

            - Ao Deus que leva seu povo/ Para uma terra melhor!

            - Ao Deus que mandou seu Filho/ Dos pobres libertador

            - Jesus por nós deu a vida, / A lei maior ensinou!

            - Jesus está vivo nas lutas/ do povo sofredor!

            - Um povo unido e forte/ Bendiz e louva o Senhor!

            Santo, santo, santo...

M. do Carmo de Oliveira e Maria de Lourdes Zavarez

 

 

> 2 - Atualizando:    

> 3 - A palavra de Deus na celebração:     Textos bíblicos: João 2, 13-25; Ex 20, 1-17; Salmo 18 (19); 1 Cor 1, 22-25

> 4 - Dicas e Sugestões:   

 

M. do Carmo de Oliveira e M. Lourdes Zavarez