O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

A PALAVRA DE DEUS NO DIA DO SENHOR

25 de janeiro de 2021

Terceiro domingo TC - ano B - DOMINGO DOS PRIMEIROS MISSIONÁRIOS

Imprimir Voltar

1 -Aprofundando os textos bíblicos:     

3º Domingo do Tempo do Discipulado e da Missão -– B:

DOMINGO DOS PRIMEIROS MISSIONÁRIOS

 

Marcos 1,14-20

João Batista encerra sua missão. Seu testemunho é selado pela perseguição, pela prisão e, logo mais, pelo martírio. Porém, onde termina a missão de um profeta começa a de outro. Desta feita, porém, o Enviado é aquele que por todos os que o antecederam fora anunciado. Ele vem para completar e coroar a missão de todos eles e elas. JESUS é o portador contundente da Boa Nova definitiva: o “Reino de Deus”! E esta Boa Nova, para ser acolhida exige mudanças profundas nas pessoas e, consequentemente, na sociedade. Mas Jesus precisa de gente que dê condições de amplitude e continuidade a sua missão.

 

O nosso canto, hoje, é de alegria e gratidão por termos sido chamados a ser “pescadores de gente”.

Estamos nas primeiras semanas de um novo ano, que promete ser de grandes desafios para os Movimentos  Populares, para as Comunidades Eclesiais de Base, para cada um, cada uma, de nós, cristãs e cristãos, cidadãs e cidadãos do céu e da terra.

A Campanha da Fraternidade Ecumênica nos convoca a exercitar o diálogo como caminho para as transformações pessoais e coletivas que a conjuntura  nos sugere em caráter de urgência:

- um país agonizante, o povo morrendo à míngua, asfixiado pela pandemia, pelo desemprego, pelo desalento, pela carestia, pela fome, pela violência racista,  pelo abandono,  inércia, irresponsabilidade e deboche dos poderes públicos...

- o SUS, os Programas de Saúde da família sucateados; @s agentes de saúde, que atendem as vítimas do Covid-19, ora exaustos, ora dizimados pelo vírus...

- e muita gente ainda iludida e obcecada ou confundida pela mentira, pela enganação e pelo fanatismo religioso...

Discípulas e Discípulos enviados para dar continuidade à missão de JESUS, hoje, aqui e agora, precisamos dialogar com as pessoas e com essas realidades... Com todos os cuidados e limitações que precisamos manter,

só não podemos ficar parados... Pelos meios de que dispusermos precisamos ir ao encontro das pessoas, escutá-las, compreendê-las, alertá-las, ajudá-las a refletir de maneira crítica, iluminá-las com os valores do Reino, mobilizá-las para a luta organizada pelos Direitos dos mais precisados e pela derrubada dos opressores de seus tronos.

 

(3) Aclamação: ALELUIA + Jo 1,14.12a

     (HIN III B, p. 91)

 

Aleluia, aleluia, aleluia!

Aleluia, aleluia, aleluia!

 

O tempo já se completou!

O Reino de Deus já chegou!

A mudança é agora!

É só crer na Boa Nova!...

 

(4) Ofertório: DE MÃOS ESTENDIDAS 

                  (HIN III B, p. 92)

de mãos estendidas, ofertamos

o que de graça recebemos!

 

A Natureza tão bela,

Que é louvor, que é serviço,

O sol que ilumina as trevas,

Transformando-as em luz!

     O dia que nos traz o pão

     E a noite que nos dá repouso,

     Ofertemos ao Senhor

     O louvor da Criação!

 

Nossa vida toda inteira

Ofertamos ao Senhor,

Como prova de amizade,

Como prova de amor.

     Com o vinho, com o pão,

     Ofertemos ao Senhor

     Nossa vida toda inteira,

     O louvor da Criação!

 

(5) Comunhão: JESUS PASSA E O BATISTA O APONTA - Jo 1,36-37 + Ct. de Zacarias

                           (HIN III B, p. 93)

“está próximo o reino de deus!

ouçam todos e mudem de vida!”

é jesus quem nos dá este alerta,

“acreditem na boa notícia!”

 

1.Bendito  o Deus de Israel,

Que a seu povo visitou

E deu-nos libertação,

Enviando um Salvador,

Da casa do Rei Davi,

Seu ungido servidor.

 

2.Cumpriu a voz dos profetas,

Desde os tempos mais antigos.

Quis libertar o seu povo

Do poder dos inimigos,

Lembrando-se da Aliança

De Abraão e dos Antigos.

 

3.Fez a seu povo a promessa

De viver na liberdade,

Sem medos e sem pavores

Dos que agem com maldade

E sempre a Ele servir

Em justiça e santidade.

 

 (1) Abertura: CANTO NOVO AO SENHOR

                    Sl 96,1.6+ Sl 95,1-6

(mel.: “Toda terra te adore” - HIN III B p. 89)

 

canto novo ao senhor que é Deus

canta, agora, ó terra inteira!

no seu santo templo brilham

majestade e beleza!

 

1.Venham todos/as com alegria

   Aclamar nosso Senhor,

   Caminhando a seu encontro,

   Proclamando seu louvor:

   Ele é o Rei dos Reis

   E dos deuses o maior!

 

2.Tudo é dele: abismos montes,

   Mar e terra ele formou;

   De joelhos, adoremos

   Este Deus que nos criou,

   Pois nós somos seu rebanho

   E ele é nosso Pastor!

 

3.Ninguém feche o coração,

   Escutemos sua voz,

   Não sejamos tão ingratos,

   Tal e qual nossos avós...

   Mereçamos o que ele

   Tem guardado para nós!

 

4.Glória ao Pai que nos acolhe

   E a seu Filho, Salvador;

   Igualmente demos glória

   Ao Espírito de Amor,

   Hoje sempre, eternamente,

   Cantaremos seu louvor!

 

(2) Salmo de resposta: Sl 25

                (HIN III B, p. 90)

 

mostrai-me, ó Senhor! vossos caminhos

vossa verdade me oriente e me conduza!

 

Fazei-me conhecer a vossa estrada;

Vossa verdade me oriente e me conduza

- Porque sois o Deus da minha salvação,

  Em vós espero, ó Senhor, todos os dias

 

Recordai, Senhor meu Deus, cossa ternura,

E a vossa compaixão que são eternas!

- De mim lembrai-vos, porque sois

  Misericórdia

  E sois bondade sem imites, ó Senhor!

 

O Senhor é piedade e retidão

E reconduz ao bom caminho os pecadores,

- Ele dirige os humildes na justiça,

  E aos pobres ele ensina o seu caminho.

_________________________________________________________________________

“Se calarem a voz dos Profetas, as pedras gritarão!”

 

4.Menino, serás profeta

Do Altíssimo Senhor,

Pra ir à frente aplainando

Os caminhos do Senhor,

Anunciando o perdão

A um povo pecador.

 

5.É Ele o Sol Oriente

Que nos veio visitar.

Da morte, da escuridão

Vem a todos libertar.

A nós seu povo reunido

Para a Paz faz caminhar.

 

6.Ao nosso Pai demos glória

E a Jesus louvor, também,

Louvor e glória, igualmente,

Ao Espírito que vem.

Que nosso louvor se estenda

Hoje, agora e sempre. Amém!

_____________________________________

 

Diálogo profético: desafio da Campanha da Fraternidade Ecumênica de 2021 - Por Joel Portella Amado

 

Introdução

 

Com o tema “Fraternidade e diálogo”, a Campanha da Fraternidade de 2021 se insere no que, a partir dos desafios brotados da pandemia, se tem convencionado chamar de “novo futuro”. Discernido antes dos impactos causados pelo coronavírus, o tema “diálogo” tem mostrado importância cada vez maior, na medida em que indica o caminho para a superação de um conjunto de crises que envolvem o Brasil e o mundo. Trata-se de campanha planejada e realizada ecumenicamente, sob a coordenação do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (CONIC). Esta é a quinta vez que a CF é assim realizada. Em direta continuidade com as campanhas mais recentes, o tema da CFE-2021 chama a atenção para um aspecto de vital importância para nossos dias, uma atitude que deve recuperar os primeiros lugares nas listas de preocupações. Com o risco de ser mal compreendido, o diálogo, ao revelar o mais profundo do ser humano, pede espaço para ser objeto de reflexão e oração, gerando, em consequência, práticas e estruturas que se alimentam do diálogo e o sustentam.

 

  Revista VIDA PASTORAL  -  janeiro 2021

 

 

 

> 2 - Atualizando:     A Campanha da Fraternidade Ecumênica nos convoca a exercitar o diálogo como caminho para as transformações pessoais e coletivas que a conjuntura nos sugere em caráter de urgência:

> 3 - A palavra de Deus na celebração:     Marcos 1,14-20

> 4 - Dicas e Sugestões:    Com o tema “Fraternidade e diálogo”, a Campanha da Fraternidade de 2021 se insere no que, a partir dos desafios brotados da pandemia, se tem convencionado chamar de “novo futuro”.

 

Reginaldo Veloso