O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

A PALAVRA DE DEUS NO DIA DO SENHOR

12 de outubro de 2019

VIGÉSIMO OITAVO DOMINGO DO TEMPO COMUM - ANO C

Imprimir Voltar

1 -Aprofundando os textos bíblicos:     

VIGÉSIMO OITAVO domingo do Tempo Comum – Ano C

1- Aprofundando os textos bíblicos: 2 Reis 5, 14-17; Salmo 98 (97); 2 Timóteo 2,8-13; Lucas 17,11-19:

No evangelho de hoje Jesus revela-se como Mestre dos mais excluídos. A cura dos 10 leprosos é uma catequese sobre a fé e a gratidão. O texto compreende quatro partes:

a) a situação humana e a esperança de transformação;

b) a fé na Palavra de Jesus leva a uma vida nova;

c) a vida plena é a fé que se expressa na gratidão – é o ponto culminante, destacando a fé de um samaritano, estrangeiro como Naamã. Sua fé é madura: nasceu da esperança, cresceu na obediência à Palavra de Jesus e manifestou-se em sua gratidão. Não está apenas curado, mas chegou à plenitude, está salvo;

d) o julgamento de quem acha que não precisa agradecer. Jesus cumpre a lei mandando mostrarem-se aos sacerdotes. Somente o samaritano, considerado infiel à lei, voltou espontânea e alegremente para agradecer, reconhecendo o que aconteceu como dom, graça de Deus.

A 1ª leitura também nos mostra a mesma alegria e gratidão do estrangeiro, general do exército da Síria, curado da lepra que se torna fiel a Deus. Deus age no mistério das coisas simples e pequenas. Ninguém pode pagar nada a Ele, porque tudo vem de seu amor gratuito. A gratidão é o testemunho de quem tem fé.  A vida humana foi transformada em um comércio onde não há lugar para a gratuidade; tudo se compra e tudo se paga; as dívidas são impagáveis. O projeto de Deus cria novo tipo de relação entre as pessoas que deve ser de serviço e gratuidade; a relação para com Deus é de reconhecimento e confiança plena.

Na 2ª leitura temos provavelmente um antigo hino batismal usado por Paulo para escrever a Timóteo. O hino traz o conteúdo fundamental do anúncio evangélico: Jesus morto e ressuscitado. A comunidade é chamada a realizar o projeto batismal, morrendo com Jesus, suportando perseguições e prisões, para viver com Ele.

2- Atualizando: A doença é um dos fatores de marginalização. Mas, pode ser ocasião de abrir-se à esperança e acolher a Palavra libertadora de Deus. Sempre há pessoas enfermas em nossas famílias e os hospitais estão cheios. A doença ultrapassa o campo pessoal e se torna problema social. A saúde popular é uma preocupação de nossas comunidades? Como você costuma agradecer a Deus?

3- A palavra de Deus na celebração: Como o leproso samaritano, voltamo-nos para o Senhor, cheios de gratidão, reconhecendo que nossa vida é tecida diariamente pela ação amorosa de Deus, sempre curativa e libertadora. É nossa vocação e salvação “dar graças”. Celebrando a Eucaristia (ação de graças) fazemos memória da Páscoa de Jesus que assume nossas “lepras” e nos dá a força transformadora de seu Espírito, a vida plena, abrindo-nos para uma convivência fraterna e feliz.

4- Dicas e sugestões: Vejam no Dia do Senhor, TC Ano C p. 197-201.

 

 

> 2 - Atualizando:    

> 3 - A palavra de Deus na celebração:     Textos bíblicos: 2 Reis 5, 14-17; Salmo 98 (97); 2 Timóteo 2,8-13; Lucas 17,11-19

> 4 - Dicas e Sugestões: