O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

A PALAVRA DE DEUS NO DIA DO SENHOR

14 de setembro de 2019

VIGÉSIMO QUARTO D.T.C. - Ano C

Imprimir Voltar

1 -Aprofundando os textos bíblicos:     

Vigésimo quarto domingo do Tempo Comum Ano C

1-Aprofundando os textos bíblicos:

Êxodo 32,7-14; Salmo 51(50); 1Timóteo 1, 12-17; Lucas 15,1-10:

O cap. 15 de Lucas possui três parábolas progressivas sobre a alegria de encontrar o que estava perdido: uma ovelha entre 100; uma moeda entre 10 e um filho entre dois. Neste domingo lemos as duas primeiras parábolas que são paralelas, dirigidas a coletores de impostos e pecadores: um homem, no campo, e sua ovelha extraviada; uma mulher, em casa,  e sua moeda perdida. Essas parábolas são “boa notícia” para uns e motivo de murmuração para os fariseus. A imagem da ovelha é muito usada na tradição bíblica (Ez 34,11-16; Is 40,11) para demonstrar as relações de Deus com o seu povo. A relação do pastor com a ovelha extraviada é pessoal, afetiva e não só econômica. No caso do pastor e da mulher, o encontro resulta em uma alegria, um gozo comunicativo, incontido, que provoca uma reunião e uma “celebração”. É alegria que sobe ao céu onde se festeja o acontecimento!

Na primeira leitura, Moisés pede misericórdia em favor do povo, lembrando a própria ação histórica de Deus. O bezerro é feito pelo ouro doado por mulheres e homens para se tornar o pedestal do Senhor que os tirou da casa da escravidão; é comparado à arca que acompanhava o povo, ou como os querubins no templo de Jerusalém. O símbolo do bezerro foi banido do meio do povo devido a sua ligação com os mitos do povo cananeu.

No v. 10, repete Gn 12, 2 - Deus fala com Moisés, como o tinha feito com Abraão: “farei de ti uma grande nação”. Do povo perdido, Deus recomeça novamente seu projeto.

2-Atualizando: Os que se consideram mais justos se indignam com o acolhimento feito por Jesus aos pecadores. A atitude de Jesus revela o Pai e exprime a alegria que Ele sente ao reencontrar filhos e filhas perdidas. É o próprio Deus que procura o que está perdido. Como temos vivido a misericórdia e ternura de Deus entre nós?

3-A palavra de Deus na celebração: A celebração é o encontro festivo do Pai amoroso, “dona de casa” e “bom pastor” que nos acolhe, nos perdoa, nos faz participantes de sua vida e da alegria da convivência fraterna. Ele nos devolve a dignidade de filhos/as pela participação no memorial da entrega do Filho amado, na cruz.

4-Dicas e sugestões: Vejam no Dia do Senhor, TC Ano C, p.175-179.

 

> 2 - Atualizando:    

> 3 - A palavra de Deus na celebração:    

> 4 - Dicas e Sugestões: