O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

A PALAVRA DE DEUS NO DIA DO SENHOR

27 de janeiro de 2019

Terceiro Domingo do Tempo Comum - 27/01/2019

Imprimir Voltar

1 -Aprofundando os textos bíblicos:     

Terceiro Domingo do Tempo Comum - 27/01/2019

  1. Aprofundando os textos bíblicos:

Lucas 1,1-4;4,14-21 – Neemias 8,2-10 – Salmo 19(18b) – 1Coríntios 12,12-14.27:

O Evangelho deste domingo está composto pelo prólogo de Lucas (1,1-4) que justifica e explica o relato que ele faz dos fatos já contados por outros evangelistas. Lucas não é testemunha ocular e por isso serve-se de tradições dos que conviveram com Jesus. A segunda parte do Evangelho é a apresentação pública de Jesus na sinagoga de Nazaré: vv. 14-16: Jesus vem na força do Espírito; vv. 17-19: Jesus apresenta sua proposta, embasada na realidade; vv.20-21: A Escritura se cumpre na vida. A proposta de Jesus é boa notícia que leva a libertação de qualquer opressão: física (os cegos); econômica (os pobres); política (os cativos). Na sinagoga, Jesus segue o rito habitual, o culto semanal onde se ora, se canta, lê-se um trecho da Lei (Torá) e um dos profetas. Após guardado o rolo da Escritura, apresenta-se um comentário. Qualquer adulto pode ler e comentar. Jesus adapta-se ao ritual da sinagoga, e lê Isaías 61, 1-2.

O mesmo ritual vemos na primeira leitura de hoje. Esdras voltou, com um grupo de judeus, em 458 antes de Cristo, do exílio da Babilônia. Dois meses depois convocou o povo para renovar a Aliança. O centro não é mais o sacrifício no Templo, que já não existia, mas a leitura da Escritura.

O Salmo 19 também canta o valor vital da Lei. A segunda leitura fala do corpo, o que nos faz remontar à eucaristia – “Vocês são o corpo de Cristo”; a eucaristia por sua vez, é maior prova do amor de Cristo, que entrega sua vida. Essa é a lei dos cristãos – amor até a entrega total da vida em favor dos mais oprimidos.

  1. Atualizando:

Neste mundo dividido e em guerra, como ressoa hoje a palavra e a prática de Jesus? Como a Igreja está hoje vivenciando o projeto fundamental de Jesus? A lei que nos conduz é realmente lei de Deus, ou fizemos muitas leis religiosas que não libertam das opressões físicas, econômicas e políticas, de acordo com a Boa Notícia trazida por Jesus de Nazaré?

3- A palavra de Deus na celebração:

Na força do Espírito somos ungidos e consagrados para proclamar a boa-nova em palavras e ações. A celebração é para nós, o “hoje” da salvação, torna presente a ação libertadora de Cristo que vem em auxílio de nossas fraquezas e limitações e nos põe em comunhão com seu projeto.

4- Dicas e sugestões: Vejam no Dia do Senhor, TC, Ano C, p. 58-63.

MCarmo de Oliveira e MLourdes Zavarez

 

 

> 2 - Atualizando:    

> 3 - A palavra de Deus na celebração:    

> 4 - Dicas e Sugestões: