O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

A PALAVRA DE DEUS NO DIA DO SENHOR

23 de setembro de 2018

Vigésimo quinto domingo do Tempo Comum - ano B

Imprimir Voltar

1 -Aprofundando os textos bíblicos:     

Vigésimo quinto Domingo do Tempo Comum – Ano B

 

1-Aprofundando os textos bíblicos: Marcos 9,30-37; Sabedoria 2,12.17-20; Salmo 54(53); Tiago 3,16-4,3: Os discípulos de Jesus estão presos à idéia de um Messias rico e poderoso, de acordo com o modelo deste mundo. A revelação do caminho de Jesus como Servo provoca a resistência. A criança, fraca, necessitada, dependente, indefesa, sem poder e sem ambições de riqueza, é o símbolo do que é insignificante para uma sociedade fundada sobre idéias de riqueza, poder, competição, divisões e violências. Nessa sociedade os ímpios odeiam os justos porque eles se tornam um desafio, contestação e condenação de suas vidas. Com sua simplicidade, fraqueza e humildade incomodam e por isso são perseguidos e colocados à prova. O salmo é uma súplica devido ao perigo, a perseguição do inimigo e a certeza da bondade de Deus. Pede para ser julgado, denuncia a culpa do inimigo e invoca a justiça divina contra o culpado.

No evangelho de hoje, a palavra de Jesus é clara: ser último e servo de todos é romper com as ambições da sociedade e servir aqueles que são desprezados. A comunidade cristã tem a missão de distinguir entre a sabedoria deste mundo e a sabedoria que vem de Deus. Se há ciúme e espírito de competição, não há seguimento do caminho de Jesus, mas cópia da sociedade que levou Jesus à morte. Paixão e ambições

2-Atualizando: Estamos dispostos a seguir Jesus até o fim, desmascarando e condenando o sistema atual? Somos um espelho de partilha, solidariedade, convivência fraterna para todos os que ensinam e governam este mundo? Que apelos esta Palavra faz à nossa convivência, espiritualidade, formação e organização?

3-A palavra de Deus na celebração: Hoje a Palavra nos propõe a mística do último lugar como condição de seguir Jesus, que se fez Servo de todos. Pela eucaristia, entregamos com Ele, nossa vida ao Pai, que nos faz passar de uma mentalidade prepotente e triunfalista para uma atitude de acolhimento e serviço gratuito aos pequenos.

4-Dicas e sugestões para a celebração:

Encontram-se no Dia do Senhor, TC Ano B, p. 129-132 com uma bênção especial para os pequeninos, no final da celebração. A criança é um sugestivo símbolo indicado pelo evangelho. Valorizar, neste domingo a Bíblia, e dar especial atenção a todo rito da Palavra.Um roteiro básico com alternativas para a ação de graças está na p. 25-46.

Maria de Lourdes Zavarez e

Maria do Carmo de Oliveira

 

 

> 2 - Atualizando:    

> 3 - A palavra de Deus na celebração:     Hoje a Palavra nos propõe a mística do último lugar como condição de seguir Jesus, que se fez Servo de todos.

> 4 - Dicas e Sugestões: