O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

A PALAVRA DE DEUS NO DIA DO SENHOR

22 de julho de 2018

Décimo sexto domingo do Tempo Comum - Ano B

Imprimir Voltar

1 -Aprofundando os textos bíblicos:     

16º Domingo do Tempo Comum – ANO B

OS LÍDERES TRAIDORES DO POVO E

A LIDERANÇA DE JESUS

 

1-Aprofundando os textos bíblicos:

Marcos 6,30-34 – JESUS, verdadeiro líder que conduz o povo à vida

Jeremias 23, 1-6 – Líderes traidores do povo

Salmo 23(22) –

Efésios 2, 13-18A liderança de Cristo na história da humanidade

 A 1ª leitura e o Evangelho evocam a figura do pastor, como no 4º domingo da Páscoa. Os reis foram maus pastores e serão castigados. Jeremias critica os que têm cargo de pastor, mas não cumprem sua missão e especialmente o rei Sedecias, cujo nome significa “Justiça de Javé”. A justiça e o direito na Bíblia expressam a vontade de Deus, por isso Deus dará um pastor segundo o seu coração, um Messias que se chamará “Javé nossa justiça”. Jesus é esse pastor que se compadece do povo explorado. Ele veio para criar “um homem novo, estabelecendo a paz”. Para os judeus, os pagãos estavam longe de Deus. Cristo os trouxe para perto e não há mais discriminação, pois Ele destruiu o “muro das divisões”. – No Salmo 23(22) afirmamos que Jesus é esse pastor que se compadece do povo explorado. Ele caminha à frente de seu rebanho, tanto para chegar ao pasto e à água, como para voltar ao curral do repouso, já na escuridão da noite.

2-Atualizando: Pastor ou pastora é quem tem responsabilidade pelo bem de outras pessoas. A atitude de Jesus nos lembra que esta é a forma de ser de Deus – ver o sofrimento e a miséria, ouvir o clamor e ter compaixão do povo. Somos ovelhas e também pastores em nossa missão cristã. Esta tem sido nossa atitude? Nós, cristãos somos convocados a viver a “compaixão/ sentir com” os pobres, a não trair a tarefa que o Senhor nos confia, a construirmos uma paz baseada na justiça e a abrirmos assim livre acesso ao “Pai, num só Espírito”.

3-A palavra de Deus na celebração:

Como rebanho nos encontramos no regaço de nosso Pastor para refazer nossas forças, ouvir sua Palavra e na comunhão de sua aliança, nos deixarmos tomar de compaixão pela multidão faminta e sofrida ao nosso redor e, pela força do Espírito, como bons pastores, doarmos nossa vida para que tenha vida e alegria.

4-Dicas para a celebração: No Dia do Senhor, Ano B, roteiro básico, com alternativas para o momento da ação de graças, às p. 25-34. e dicas para a celebração, às p. 93-96. Um ícone do Bom Pastor poderia estar em destaque no espaço celebrativo. 

Maria de Lourdes Zavarez e M. Carmo de Oliveira

 

> 2 - Atualizando:     Deus é o verdadeiro Pastor. A imagem do Pastor nos lembra a TERNURA DE DEUS. Hoje Deus nos pede para ter cuidado de que em nossa missão tenhamos atitudes de pastor, de pastora: ACOLHIDA, LIDERANÇA E AMOR a ponto de doar a própria vida para que as \"ovelhas\" tenham vida em abundância.

> 3 - A palavra de Deus na celebração:     Marcos 6,30-34 – JESUS, verdadeiro líder que conduz o povo à vida Jeremias 23, 1-6 – Líderes traidores do povo Salmo 23(22) – O SENHOR É MEU PASTOR, nada me faltará Efésios 2, 13-18 – A liderança de Cristo na história da humanidade

> 4 - Dicas e Sugestões:    PASTORAL é conduzir o povo pelo caminho de Deus, caminho do Reinado de Deus na humanidade.

 

Maria de Lourdes Zavarez e M. Carmo de Oliveira