REDE CELEBRA 
O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

A PALAVRA DE DEUS NO DIA DO SENHOR

15 de julho de 2018

Décimo quinto DTC Ano B - Missão dos doze Apóstolos

Imprimir Voltar

1 -Aprofundando os textos bíblicos:     

15º. Domingo do tempo comum – Ano B – Missão dos discípulos

Terceira semana do Saltério

1-Aprofundando os textos bíblicos:

Marcos 6,7-13 – Amós 7, 12-15; Salmo 85 (84); – Efésios 1,3-14: 

O tempo litúrgico que vivemos, nos lembra que o seguimento de Jesus se dá no comum do dia-a-dia: trabalhando em conjunto, comunitariamente (Jesus envia-os dois a dois”) e no desprendimento e disponibilidade (“nada levem na viagem”). Anunciando a Boa Nova, não como um simples funcionário – (“não sou profeta, nem filho de profeta, mas pastor e agricultor. Deus me tomou de detrás do rebanho e me disse: Vai e profetiza a meu povo”). A presença e pregação do profeta respondem a uma missão divina que ele não escolheu, mas foi escolhido “antes de criar o mundo” (Ef 1,4) e enviado. Escolha que é graça, mas também é exigência de sobriedade, recusa a todo privilégio social e econômico; autêntico desprendimento pessoal e exercício “não meramente profissional” da missão de evangelizadores e profetas.  Os clamores por liberdade, vida, chuva (terra), saúde, justiça, no Sl 85 (86) são clamores para que o Reino de Deus venha! Jesus, o “Bem-Amado”, é o amor e a fidelidade de Deus para a humanidade, o verdadeiro caminho para a Vida.

 2-Atualizando: Hoje o Evangelho tem sido apresentado a partir da perspectiva que os textos desta liturgia nos propõem, ou está sendo manipulado a partir do poder e da segurança que o dinheiro, a posição social, o brilho e as vantagens que os meios de comunicação dão?

3-A palavra de Deus na celebração:

O Pai nos chama e nos confia uma missão a ser desempenhada ao estilo de Jesus, que veio para curar, consolar, libertar, destruindo tudo o que oprime e escraviza e abrindo possibilidades de vida feliz e abundante. Participando da celebração, Ele nos consagra como enviados, entregando-nos seu Espírito e nos fortalece para que nunca percamos o entusiasmo e a alegria em nossa missão.

4-Dicas para a celebração são encontradas no Dia do Senhor, Ano B p. 89-92 com o rito da unção com óleo, concluindo o rito da palavra e bênção especial para os doentes.

Para a ação de graças, o ODC, p. 253, versão cantada do hino que hoje corresponde à 2ª leitura.

M. do Carmo de Oliveira e Maria de Lourdes Zavarez

 

 

> 2 - Atualizando:    

> 3 - A palavra de Deus na celebração:     Marcos 6,7-13 – Amós 7, 12-15; Salmo 85 (84); – Efésios 1,3-14:

> 4 - Dicas e Sugestões: