O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

A PALAVRA DE DEUS NO DIA DO SENHOR

20 de maio de 2018

SOLENIDADE DE PENTECOSTES - ANO B

Imprimir Voltar

1 -Aprofundando os textos bíblicos:     

Solenidade de Pentecostes – Ano B

 

1-Aprofundando os textos bíblicos:

João 20,19-23 – Em João, ressurreição e dom do Espírito acontecem juntos. No dia da ressurreição, Jesus aparece aos discípulos e aí acontece a primeira efusão do Espírito, simbolizado pelo sopro de Jesus(Gn 1,2). O v. 20 mostra a continuidade entre o Jesus sofredor e o Ressuscitado. O Senhor glorioso da Igreja é o Crucificado. Atos 2,1-11 – Na narrativa de Pentecostes, unem-se dois relatos: O primeiro é apocalíptico (1-4): vento impetuoso, línguas de fogo, pessoas que falam“outras” línguas e parecem bêbadas. O segundo (5-11)é profético e missionário: as pessoas falam em aramaico e cada um entende em sua língua nativa. O maravilhoso não está no falar, mas no ouvir (vv 6.8.11). “Estavam todos reunidos”(2,1) – não se trata apenas dos doze apóstolos, mas da assembléia dos cento e vinte (1, 14-15). Salmo 104(103) – Hino de louvor ao espírito de Deus que cria e recria todas as coisas. Este salmo reforça a consciência ecológica e o compromisso com a vida. 1Coríntios 12,3b-7.12-13 – Paulo estabelece um paralelo entre os serviços e os modos de agir; ele atribui a animação da comunidade não só ao Espírito, mas também a Jesus e a Deus Pai. Bom lembrar que os carismas, são dons da graça de Deus e não o próprio Espírito.

2-Atualizando:

Nossa comunidade tem colaborado com o Espírito Santo para renovar este mundo? Nosso compromisso com o Espírito de Jesus Cristo é só animação, ou é ação concreta por um mundo novo, casa acolhedora para todos?

     3-A palavra de Deus na celebração:

É o Espírito que nos tira da dispersão e nos reúne numa assembléia de irmãos, com variados dons e ministérios, para ouvir a Palavra e viver a alegria da partilha e da comunhão.  É o Espírito Santo que transforma o pão e o vinho nos sinais da páscoa de Cristo e nos une, como cristãos num só corpo, revestindo-nos da força do alto para renovarmos a face da terra. Cada celebração é um novo Pentecostes.

    4-Dicas para a solene vigília e celebração do dia de Pentecostes encontram-se no Dia do Senhor Ciclo Pascal p. 348-372. O acendimento de sete velas, a memória da confirmação com a bênção do óleo e unção, o compromisso da unidade, a bandeira do divino e a bênção do universo são alguns dos elementos simbólicos indicados para esta festa.

M. do Carmo de Oliveira e Maria de Lourdes Zavarez

 

 

> 2 - Atualizando:    

> 3 - A palavra de Deus na celebração:     João 20,19-23 – Em João, ressurreição e dom do Espírito acontecem juntos.

> 4 - Dicas e Sugestões: