O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

A PALAVRA DE DEUS NO DIA DO SENHOR

29 de abril de 2018

QUINTO DOMINGO DA PÁSCOA - ANO B

Imprimir Voltar

1 -Aprofundando os textos bíblicos:     

Quinto Domingo da Páscoa – ANO B

M. Carmo de Oliveira e M. Lourdes Zavarez

 

Primeira semana do saltério

 

1-Aprofundando os textos bíblicos:

João 15,1-8 – Jesus se revela em linguagem simbólica. A videira, para o povo da Palestina, para os apóstolos e cristãos da primeira comunidade, lembra a melhor parte da economia, e é sinônimo de paz e felicidade. É também símbolo da comunidade unida a Cristo, fecunda no amor e comunhão. O critério para saber se há comunhão entre ramo (cristãos) e Cristo é a presença dos frutos. A palavra permanecer aparece 7 vezes no texto. Permanecer unido a Cristo para receber a seiva e dar frutos.

Atos 9,26-31 – Os cristãos de Jerusalém desconfiavam de Paulo por ter sido ele um perseguidor das comunidades. Barnabé o apresenta aos apóstolos e garante que Paulo é um verdadeiro discípulo, por características que servem também para nós hoje: - encontrar-se com o Senhor e mudar de vida; - escutar e entrar em comunhão com Ele; - comprometer-se decisivamente com Jesus e seu projeto.

Salmo 22(21) -  Jesus rezou este salmo na cruz. Ele é o justo inocente que clama confiante. Deus lhe responde com a ressurreição.  

1 João 3,18-24 – O critério para saber se somos de Deus e se o amor de Deus está em nós, consiste em, como Cristo, darmos a vida pelos irmãos; amarmos com fatos e na verdade. Nossa prática cotidiana demonstra se estamos em Deus e Deus em nós.

 

2-Atualizando: Estamos produzindo os frutos abundantes desejados pelo Pai: justiça, direito, solidariedade, fraternidade, alegria, liberdade e amor, como comprovação de estarmos unidos a Jesus e fiéis ao seu projeto?

    

3-A palavra de Deus na celebração: A liturgia como “fonte e cume da vida cristã” é lugar onde buscamos a seiva para produzir frutos de vida nova. Hoje, damos graças pelo batismo que nos inseriu em Cristo como ramos na videira, pela palavra que nos purifica e pelo sofrimento que poda todo o mal. O vinho, fruto da videira é sinal expressivo dessas realidades, e sacramento da nova aliança no sangue de Jesus.

 

 

4-Dicas para a celebração:

 Vejam no Dia do Senhor Ciclo Pascal p. 303-307. O roteiro básico, realçando o acendimento do Círio, a aspersão com água batismal e outros elementos pascais importantes, está nas p. 241-252. Hoje, será muito oportuno o vinho partilhado entre todos.

 

 

 

 

 

> 2 - Atualizando:    

> 3 - A palavra de Deus na celebração:    

> 4 - Dicas e Sugestões: