O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

A PALAVRA DE DEUS NO DIA DO SENHOR

4 de fevereiro de 2018

QUINTO Domingo do Tempo Comum - Ano B

Imprimir Voltar

1 -Aprofundando os textos bíblicos:     

Quinto Domingo do Tempo Comum – 04 de fevereiro de 2018


Curas na Galiléia - Mc 1, 29-39; Jó 7,1-4.6-7;  Sl 146 (147); 1 Cor 9,16-19.22-23;

A – Sentido litúrgico
  Celebrando nossa páscoa semanal, fazemos memória da ação curativa de Jesus junto aos doentes e, neste domingo, devolvendo a saúde à sogra de Pedro.
 Nesta celebração, a força do Espírito nos reúne e, no mistério da páscoa de Cristo, penetra nossos sofrimentos, cura nossas febres, devolve-nos o ânimo e ergue-nos para o serviço alegre aos irmãos(ãs).
 Suplicamos ao Senhor, que tem poder sobre a doença e o mal, que realize a salvação na vida de tantas pessoas que vivem o drama da doença no corpo e no espírito.

B – Sugestões para a equipe de celebração
     1. Neste domingo da “cura da sogra de Pedro”, lembrar especialmente das pessoas doentes e de todas as pessoas que trabalham na área da saúde.
     2. Valorizar as pessoas que, na comunidade, exercem o ministério junto aos doentes.
     3. Dar destaque especial à proclamação do evangelho.
     4. Motivar a comunidade a rever sua ação missionária, fortalecer a acolhida e a visita às pessoas doentes, levando a todas a bênção da saúde.
     5. No final da celebração, fazer uma bênção pela saúde. Toda a comunidade estende as mãos sobre as pessoas doentes presentes na assembléia (lembrando também as que estão em casa) enquanto o animador reza a oração de bênção (cf. Revista de Liturgia 139, jan/fev.97):
 D. Ó Deus, enviastes Jesus ao mundo para carregar as nossas enfermidades e levar sobre si as nossas dores. Por Ele, nós vos pedimos, dai a estes nossos irmãos e irmãs, a força do corpo, a firmeza do espírito, a resistência à dor para que voltando a gozar a saúde, sintam a alegria de viver e louvem o vosso nome, agora sempre. T. Amém!
        D. Deus Pai vos dê a sua bênção. Deus Filho vos conceda saúde. Deus Espírito Santo vos ilumine e console. T. Amém!
        D. Que o Deus da Vida e de toda consolação, guarde vossa vida e encha de paz e alegria os vossos corações, derramando sobre todos aqui presentes a sua bênção e sua paz. T. Amém!
 6. Onde houver vários ministros dos enfermos, será importante tocar ou fazer um gesto fraterno em cada doente.

M. do Carmo de Oliveira e Maria de Lourdes Zavarez

 

> 2 - Atualizando:    

> 3 - A palavra de Deus na celebração:    

> 4 - Dicas e Sugestões: