O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

A PALAVRA DE DEUS NO DIA DO SENHOR

6 de setembro de 2020

VIGÉSIMO TERCEIRO DOMINGO DO TEMPO DO SEGUIMENTO DE JESUS

Imprimir Voltar

1 -Aprofundando os textos bíblicos:     

igésimo Terceiro Domingo do Tempo Comum  - ano A / Tempo do Seguimento de Jesus

 

“O AMOR É O CUMPRIMENTO PERFEITO DA LEI.”

  1. Aprofundando os textos bíblicos: Ezequiel 33, 7-9, Salmo 94(95); Romanos 13,8-10; Mateus 18,15-20

O capítulo dezoito de Mateus é chamado de Sermão da Comunidade e nos aponta a forma de ser seguidor/a de Jesus e de seu projeto: superar a competição; evitar o contra-testemunho; praticar o acolhimento, serviço mútuo, correção fraterna, o perdão, a oração comunitária que nos anime a trabalhar pelo Reino de Deus. Por fim, viver na certeza da presença do Ressuscitado no meio da comunidade e agir como Deus age.

Podemos dividir este o capítulo 18 da seguinte forma: Mt 18,1 – A pergunta dos discípulos que provocou o ensinamento de Jesus. vv. 2-5 – A forma de medir quem é maior ou menor na comunidade são os pequenos. vv. 6-7 – Dar sempre testemunho e nunca escandalizar os pequenos. vv. 8-11 – Combater o escândalo, para ser sinal do Reino de Deus. vv. 12- 14 – Parábola das ovelhas: ir sempre atrás de quem se afasta do caminho. vv. 15-18 – A correção fraterna e o poder de perdoar. v. 19 – A oração em comum. v. 20 – A presença de Jesus na comunidade. vv. 21-22 – Perdoar setenta vezes sete! vv. 23-35 – A parábola do perdão sem limites.

Jesus ensina os passos da vivência da misericórdia e do amor fraterno; o diálogo é fundamental. Só depois de muitas tentativas é que se recorre à autoridade, que age em nome de Jesus, ajudando nos conflitos e necessidades dos irmãos.

Conforme a Palavra de Deus através de Ezequiel, o profeta tem que avisar os irmãos a respeito de sua conduta, para que não se percam, e Deus cobrará dele esse serviço de sentinela. O amor é o máximo de toda Lei da comunidade cristã; e onde existe amor não pode existir o mal.

 

2. Atualizando: Neste mundo de competição, ganância, mentira e acumulação, a família extensa deve ser um espaço alternativo de solidariedade, fraternidade, prática da justiça, da verdade e do perdão. Que mudanças a Palavra de Deus nos propõe hoje? Quais os problemas da família que são questionados hoje? Qual a importância da correção fraterna, (materna, paterna) na vida da família extensa e das comunidades?

  1. A palavra de Deus na celebração: Quando nos reunimos para celebrar, nos constituímos Corpo de Cristo. Cada pessoa acolhida como membro vivo deste corpo, manifesta a presença do Ressuscitado. Participando da mesa eucarística, somos mais estreitamente irmanados e fortificados no amor solidário, sempre aberto à reconciliação. O abraço fraterno, mais do que simples saudação, deve sinalizar e nos preparar para receber o que realmente somos, o Corpo eclesial de Cristo. 

4. Dicas e sugestões: Encontram-se no Dia do Senhor, TC Ano A, p. 207-213.

 

Maria de Lourdes Zavarez e M. Carmo de Oliveira

 

 

> 2 - Atualizando:     O capítulo dezoito de Mateus é chamado de Sermão da Comunidade e nos aponta a forma de ser seguidor/a de Jesus e de seu projeto: superar a competição; evitar o contra-testemunho; praticar o acolhimento, serviço mútuo, correção fraterna, o perdão, a oração comunitária que nos anime a trabalhar pelo Reino de Deus.

> 3 - A palavra de Deus na celebração:     “O AMOR É O CUMPRIMENTO PERFEITO DA LEI.” Ezequiel 33, 7-9, Salmo 94(95); Romanos 13,8-10; Mateus 18,15-20

> 4 - Dicas e Sugestões:    Fazer de nossa CASA o lugar em que Deus nos envia como sua sentinela constante. É o Senhor quem nomeia a sentinela, que é outra forma de definir o profeta, a profetisa. Nossa casa é o lugar da correção e conversão amorosa.

 

M. do Carmo de Oliveira e M. Lourdes Zavarez