O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

A PALAVRA DE DEUS NO DIA DO SENHOR

2 de junho de 2019

ASCENSÃO DO SENHOR

Imprimir Voltar

1 -Aprofundando os textos bíblicos:     

Domingo da Ascensão do Senhor –

(Semana de oração pela unidade dos cristãos; preparação para Pentecostes)

 

1- Aprofundando os textos bíblicos: Atos 1,1-11; Salmo 47(46); Efésios 1,17-23; Lucas 24, 46-53  – No evangelho de hoje aparecem todos os temas da pregação como estão no livro dos Atos: emprego das Escrituras, pregação da conversão e do perdão dos pecados e a missão de testemunhas. Em Lucas, Jerusalém é a meta da missão de Jesus e será o centro da irradiação, o ponto de partida da pregação cristã. A exaltação de Jesus é inseparável de sua ressurreição. O Espírito é a força de Deus prometida; a mesma força da encarnação e que tantas vezes surgiu no AT, especialmente no Êxodo. O agente de tudo, inclusive da ascensão do Senhor, é sempre o Pai. Na leitura de Atos podemos distinguir três partes: vv. 1-2: breve resumo do evangelho, indicando a missão dos apóstolos; vv. 3-9: repetição de Lucas 24, 46-53 com alguns elementos novos; vv.10-11: introdução ao tema da vinda de Jesus, que doravante estará presente, de forma nova, à vida da comunidade; sua vinda será a manifestação de sua presença permanente, e não apenas uma “volta”. A narração dos Atos faz da Ascensão a conclusão das aparições pascais e o ponto de partida da missão apostólica. O templo, como casa de oração, será por algum tempo o vínculo de união com o AT. O evangelho de Lucas termina no templo, onde havia começado. Alguns manuscritos acrescentam “Amém” ao final do evangelho, sublinhando o caráter litúrgico do texto. A carta aos efésios nos oferece hoje três pedidos: 1. o espírito, a graça da sabedoria e sensibilidade para perceber o mistério; 2. iluminação para os olhos do coração para perceber a esperança que o chamado à herança nos dá; 3. o terceiro pedido (19-21) é compreender o que Deus realizou em seu Filho Jesus, até colocar os quatro poderes cósmicos guardados pela literatura judaica apócrifa, sob a dominação de Jesus Ressuscitado.

2-Atualizando: A Ascensão de Jesus nos ensina a reconhecê-lo como Senhor e arriscar tudo para levar adiante sua missão, até o final dos tempos, em tensão entre a realidade presente e a futura cidade para a qual caminhamos (SC 2). A Ascensão de Cristo e a de todo ser humano é a etapa definitiva da história da humanidade. Não se trata de ficar parados olhando para cima e lamentando a ausência do Senhor, mas de nos colocarmos a caminho e levarmos o evangelho “até os extremos da terra”. (Cf GS 20, 39, 43 e 57)

3-A palavra de Deus na celebração: Nesta festa, o Pai nos confirma no caminho de Jesus e nos faz suas testemunhas, continuadores de sua missão no mundo. O pão e o vinho,“frutos da terra e do trabalho humano”, que apresentamos em ação de graças, já pertencem ao novo céu e à nova terra porque são o Cristo glorioso e vivo; quem come a sua carne e bebe o seu sangue já está em ascensão, antecipando na esperança, a vida plena e definitiva.

4-Dicas e sugestões: Vejam no Dia do Senhor Ciclo Pascal ABC, p.338-347. Iniciamos a Semana de Oração pela unidade dos cristãos.

 

 

> 2 - Atualizando:    

> 3 - A palavra de Deus na celebração:    

> 4 - Dicas e Sugestões: