O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

A PALAVRA DE DEUS NO DIA DO SENHOR

12 de maio de 2019

Quarto domingo da Páscoa, Ano C

Imprimir Voltar

1 -Aprofundando os textos bíblicos:     

Quarto Domingo da Páscoa – Ano C

 

1-Aprofundando os textos bíblicos: Atos 13, 14.43-52; Salmo 100 (99); Ap 7, 9.14b-17; Jo 10,27-30:

O evangelho de hoje traz Jesus no templo, rodeado pelos chefes judeus que o forçam responder sobre seu messianismo. Jesus responde que não adianta responder porque eles não creem, por não serem suas ovelhas. Ele evita o título Messias que é ambíguo, e sugere que eles o conheçam por suas obras e não por títulos. Suas obras garantem sua missão. Ele é pastor, conhecido e conhecedor de suas ovelhas; protegidas em suas mãos e nas mãos do Pai, porque o Pai e o Filho são um só. Em Jesus se harmonizam as esperanças messiânicas: Messias Cordeiro-Servo-Pastor, guia do povo que entrega sua vida para lavar em seu sangue, as vestes de suas ovelhas. O novo rebanho reunido por Jesus não é apenas de judeus, mas de todas as nações, tribos, povos e línguas.

As primeiras comunidades estão sofrendo a perseguição e o martírio, participação na paixão do Messias Jesus. A segunda leitura é uma liturgia terrestre e celeste. Há um paradoxo: O Cordeiro imolado se faz Pastor, e apascentará, guiará para as fontes de água viva. É a escatologia... e não haverá mais lágrimas, nem fome, nem sede, nem o sol não queimará. Na primeira leitura é colocada na boca de Paulo e Barnabé a constatação dos primeiros cristãos: Somos luz para as nações e devemos levam a salvação até os confins do mundo. Há muita alegria entre os pagãos, destinados à vida eterna, chamados a abraçar a fé. Não há perseguição capaz de barrar a caminhada da Palavra de Deus no mundo. Por tudo isto, somos convocados a aclamar o Senhor, cf o Salmo 99: “Somos seu povo e seu rebanho... e seu amor é fiel para sempre!”. 

 

2- Atualizando: A Palavra de Deus hoje nos convida a assumir o traço fundamental do messianismo de Jesus: relação de intimidade com a comunidade e com Deus. Nenhuma perseguição pode desfazer essa nova aliança. O Ressuscitado é o Pastor de nossas vidas, e nos conduz na luta contra toda lágrima, toda fome, toda sede e toda dor! Como a Palavra de Deus nos interpela hoje?

 

3- A palavra de Deus na celebração: Celebramos a Páscoa no Senhor, nosso Pastor e Cordeiro imolado. Nesta celebração, abramos nosso coração para acolher os mistérios pascais e assimilemos a ternura e solicitude do Pastor e o manifestemos a este mundo carente de relações afetuosas e acolhedoras.

4- Dicas para a celebração: Encontram-se no Dia do Senhor Ciclo Pascal p. 323-327.

 

 

> 2 - Atualizando:    

> 3 - A palavra de Deus na celebração:     Textos bíblicos: Atos 13, 14.43-52; Salmo 100 (99); Ap 7, 9.14b-17; Jo 10,27-30:

> 4 - Dicas e Sugestões:   

 

M. do Carmo de Oliveira e M. Lourdes Zavarez