REDE CELEBRA 
O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

A PALAVRA DE DEUS NO DIA DO SENHOR

8 de julho de 2018

14º DOMINGO DO TEMPO DO DISCIPULADO E DA MISSÃO - B:

Imprimir Voltar

1 -Aprofundando os textos bíblicos:     

Reginaldo Veloso14º DOMINGO DO TEMPO DO DISCIPULADO E DA MISSÃO - B:

Domingo do Carpinteiro, Filho de Maria

 

Marcos 6,1-6

“Santo de casa não faz milagre!”, em resumo foi o que aconteceu naquele sába-do, em Nazaré. E a gente se poderia per-guntar se não voltou a acontecer, esta semana, aqui onde a gente mora, vive, tra-balha, luta e se diverte.

Imaginamos encontrar Jesus, o Salvador, aqui e agora, neste espaço e momento de celebração. Foi para isso que aqui chega-mos...

Mas, e lá na nossa casa... lá na nossa rua... lá no nosso trabalho ou na nossa escola... lá no clube ou na beira da praia... será que de várias maneiras e em muitas oportunida-des, ele, o Salvador, não terá cruzado no nosso caminho e nos oferecido uma chance de “salvação”, de mudança, de renovação, de conversão, de uma novidade verdadei-ramente boa para nós, para nosso grupo, para nossa comunidade eclesial, para nossa classe social, para nosso povo, enfim... Mas era um Zé Ninguém que nos falava, uma Maria qualquer que nos abordava... e não íamos perder tempo em sequer escutar gente assim... E nosso preconceito nos fez perder uma oportunidade que nunca mais voltará...

Agora estamos aqui: nossa celebração, nosso canto vai poder resgatar pelo menos nossa capacidade de arrependimento, e nos tornar mais atentos aos “sinais dos tempos” e a aqueles e aquelas que, na simplicidade do cotidiano, vêm a nós “em nome do Senhor”, e nós, talvez, não o percebamos?...

 

Enquanto isso, na Câmara dos Deputa-dos, onde se debate e se tomam decisões a respeito da vida de todo o povo, enquanto rola a Copa do Mundo, Depu-tados, alguns de Bíblia nas mãos, estão querendo votar e aprovar a “PEC do Veneno”, e um outro projeto que dificulta a comercialização dos alimentos orgâni-cos... Dê uma olhada na lista dos Depu-tados de seu Estado, nome por nome, e veja os que votarão SIM por esses “cri-mes hediondos”! Mas veja também o que fazer nas próximas eleições.

*

 

Já se fez carne, o Verbo se encarnou,

A sua tenda entre nós já levantou...

Quem o acolhe o poder já recebeu

De se tornar e de ser filho de Deus!

 

 (4) Ofertório: BOM É LOUVAR O SENHOR                           

                          (HIN III B, p. 147)

bom é louvar o senhor, nosso deus,

cantar salmos ao nome do altíssimo,

com alegria aclamar seu amor,

sua glória, bondade e poder!

 

1.Como tuas obras me alegram, Senhor,

Os teus prodígios suscitam louvor;

Tua presença eu contemplo no céu,

Olho a terá: também nela estás!

 

2.Narram os céus o que fez tua mão,

Todo o universo teu nome bendiz;

A Criação é um canto de amor,

E esse canto é também meu louvor!

 

3.Tua bondade cercou-me de bens,

Tudo que tenho é por graça e favor;

Quero teus dons com os irmãos partilhar,

Vendo em ti nosso Deus, nosso Pai!

 

4.Chave suprema de um plano de Pai,

Neste universo que evolui na dor:

Deste-nos Cristo, Homem-Deus, nosso irmão,

E é por Ele que vamos a ti!

 

(5) Comunhão: QUANTAS VEZES, SENHOR

                    (HIN III B, p. 148)

quantas vezes, senhor, desprezamos

tua voz que nos quer libertar!...

nesta ceia queremos, de novo,

nossa fé com amor professar

 

1.Um canto novo ao Senhor,

Ó terras todas, cantai!

Louvai seu nome bendito,

Diariamente aclamai:

Sua glória, seus grandes feitos,

Aos povos todos contai!

 

2.Ele é o maior dos senhores,

Merece o nosso louvo5r;

E mais do que aos deuses todos

Nós lhe devemos temor...

Os outros deuses são nada,

Ele é do céu criador!

 

3.Sai dele um grande clarão,

Ele anda com majestade;

Seu trono é maravilhoso,

Reflexo da divindade,

Pois seu poder é imenso

E dura pra eternidade!

 

4.Rendei a Deus homenagem,

Rendei-lhe glória e poder!

Rendei louvor a seu nome

E vinde ao templo trazer

Presentes para ofertar-lhe,

Sentindo a terra tremer!

(1) Abertura: ASSIM QUE A TUA GLÓRIA

      Sl 33 + Sl 17,15      (HIN III B, p. 144)

 

assim que a tua glória

revelar-se, senhor, perante a história,

tua face contemplarei

e satisfeito, pra sempre, eu ficarei!

 

1.Alegrai-vos nos Senhor!

Quem é bom venha louvar!

Peguem logo o violão

E o pandeiro pra tocar...

Para ele um canto novo

Vamos, gente, improvisar!

 

2.Ele cumpre o que promete;

Podem nele confiar!

Ele ama o que é direito

E ele sabe bem julgar...

Sua Palavra fez o céu,

Fez a terra e fez o mar!

 

3.Ele fez do mar um açude

E governa os oceanos!

Toda a terra a ele teme,

Mesmo os corações humanos...

Tudo aquele que ele diz

Não nos causa desenganos!

 

4.Põe abaixo os planos todos

Desses povos poderosos,

E derruba os pensamentos

Dos malvados orgulhosos...

Mas os planos que ele faz

Vão sair vitoriosos!

 

(2) Salmo de resposta: OS NOSSOS

       OLHOS – Sl 123   (HIN III B, p.145)

 

os nossos olhos estão fitos no senhor:

tende piedade, ó senhor, tende piedade!

 

Eu levanto os meus olhos para vós,

Que habitais os altos céus,

- Como os olhos dos escravos estão fitos

   Nas mãos do seu senhor!

 

Como os olhos das escravas estão fitos

Nas mãos de sua senhora,

- assim, nossos olhos no Senhor,

   Até de nós ter piedade!

 

Tende piedade, ó Senhor, tende piedade;

Já é demais esse desprezo!

- Estamos faros do escárnio dos ricaços

   E do desprezo dos soberbos!

 

(3) Aclamação ao Evangelho: ALELUIA +

      Jo 1,14.12           (HIN III B, p. 146)

 

aleluia! aleluia! aleluia!

aleluia! aleluia! aleluia!

 

5.Sabei que o Senhor é rei

E traz justiça a esta terra!

Alegre-se o mar, os peixes

E tudo que o mundo encerra,

Os campos, plantas, montanhas

E as árvores da flore4sta!

 

6.Ele é o Senhor do universo

E faz justiça a seu povo!

Aos povos há de julgar,

Reinando no mundo todo!

Por isso, a ele cantai,

Ó terras, um canto novo!

 

7.A nosso Pai demos glória

E glória ao Filho, também,

Louvor e glória, igualmente,

Ao Deus-Amor que hoje vem!

Que nosso louvor se estenda,

Agora e pra sempre. Amém!

____________________________________

CARTA ENCÍCLICA “LAUDATO SI’”

Papa FRANCISCO sobre o

CUIDADO DA CASA COMUM (24.05.2015):

 

2. Esta irmã clama contra o mal que lhe provocamos por causa do uso irresponsável e do abuso dos bens que Deus nela colocou. Crescemos a pensar que éramos seus proprietários e dominadores, autorizados a saqueá-la. A violência, que está no coração humano ferido pelo pecado, vislumbra-se nos sintomas de doença que notamos no solo, na água, no ar e nos seres vivos. Por isso, entre os pobres mais abandonados e maltratados, conta-se a nossa terra oprimida e devastada, que «geme e sofre as dores do parto» (Rm 8, 22). Esquecemo-nos de que nós mesmos somos terra (cf. Gn 2, 7). O nosso corpo é constituído pelos elementos do planeta; o seu ar permite-nos respirar, e a sua água vivifica-nos e restaura-nos.”

 

Mais adiante, o Papa cita o Patriarca Ecumênico de Constantinopla, Bartolomeu:   

8. (...) «todos, na medida em que causamos pequenos danos ecológicos», somos chamados a reconhecer «a nossa contribuição – pequena ou grande – para a desfiguração e destruição do ambiente». «Quando os seres humanos destroem a biodiversidade na criação de Deus; quando os seres humanos comprometem a integridade da terra e contribuem para a mudança climática, desnudando a terra das suas florestas naturais ou destruindo as suas zonas húmidas; quando os seres humanos contaminam as águas, o solo, o ar... tudo isso é pecado».[15] Porque «um crime contra a natureza é um crime contra nós mesmos e um pecado contra Deus»

Reginaldo Veloso

 

 

 

> 2 - Atualizando:     Domingo do Carpinteiro, Filho de Maria

> 3 - A palavra de Deus na celebração:    

> 4 - Dicas e Sugestões: