O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

DESTAQUES SEMANAIS

Domingo da humildade dos convidados e das prioridades de quem convida

31/08/2019

Vigésimo segundo Domingo do Tempo do Discipulado e da Missão – C:

Domingo da humildade dos convidados e das prioridades de quem convida

 

 

Lc 14,1.7-14

No meio de gente que gostava de esnobar e aparecer, cada qual a julgar-se melhor que o outro, Jesus se comporta como um tremendo “cara de pau”, para dizer aos colegas convidados, todos apressados em sentar-se nos primeiros lugares, que seriam mais inteligentes se se colocassem nos últimos...

E para o dono da casa, o anfitrião daquele banquete, um descarado e desconcertante recado final:

para um próximo evento, ao fazer a lista dos convidados, inverta as prioridades...

 

Ah! Como se incomoda, por exemplo, a burguesia de nossas cidades, hoje em dia, quando se elege uma nova gestão para o município, e esta começa a priorizar as políticas públicas que atendem, antes de tudo, o povo da periferia... E as benfeitorias começam pelos bairros pobres, pela educação pública, pela saúde pública de melhor qualidade... pela urbanização e saneamento de morros e córregos, até então tradicionalmente desassistidos e “entregues às baratas”! ...

Mas é aí e assim, que acontecem hoje as maravilhas do Reino e se fazem ensaios da Terra Prometida, capazes de nos inspirar e motivar para, em nossas celebrações, cantarmos um “Cântico Novo”! Se tivermos “olhos de ver”, é claro.

 

Não será por isso, que tem uma porção de “católicos” decepcionados com Papa Francisco?... Detestam esse jeito pobre de ser desse “homem enviado por Deus”.

 

Três perguntinhas para o momento:

- Deu para entender, agora, por que impediram uma Presidenta eleita pelo povo, e prenderam um ex-Presidente, o mais querido Presidente do povo? ...

-  Está satisfeito(a) com a maneira de o atual governo federal e certos governos estaduais tratarem a Classe Trabalhadora, o povo empobrecido?

- Suas prioridades são as de Jesus ou as dos fariseus hipócritas? ...

*   

    e vossa terra, vossa herança

    já cansada renovastes...

        - e ali vosso rebanho

          encontrou uma morada;

          com carinho preparastes

          essa terra para o pobre!

 

 (3) Aclamação: Aleluia! + Is 61

                  (HIN III p. 241)

aleluiá! aleluiá! aleluiá! aleluiá!

 

Foi o Senhor quem me mandou

Boas notícias anunciar

/:Ao pobre a quem ‘stá no cativeiro,

Libertação eu vou proclamar!:/

 

(4) Ofertório: Neste pão e neste vinho

(HIN III p. 425)

neste pão e neste vinho,

o suor de nossas mãos,

o trabalho e a justiça

para todos os irmãos!

 

1. Ofertamos, ó Senhor, os sofrimentos

   Dos pequenos e dos pobres, teus amados,

    Dos que lutam à procura de trabalho,

    Das crianças e anciãos abandonados.

 

2. Ofertamos a firmeza e a coragem

    Dos que lutam, em favor dos oprimidos,

    Dos famintos e sedentos de justiça

    E que são por tua causa perseguidos!

 

3. Ofertamos, ó Senhor, toda a certeza

    Na vitória do amor sobre o pecado...

    Tua luz há de brilhar, vencendo a treva,

    Sobre o mundo convertido e renovado!

 

(5) Comunhão: QUEM QUISER O MELHOR LUGAR - Sl 31 + Lc 14,11       (HIN III p.286)

 

quem quiser o melhor lugar

ponha-se no derradeiro...

quem for o último AQUI, NESTE mundo,

no céu será o primeiro!

 

1. Ponho em Deus minha esperança,

    Que eu não fique envergonhado...

    Já que és justo, me defende;

    Sei que vou ser libertado!

    Vem ouvir a minha voz,

    Eu estou angustiado.

 

2. Vem, me mostra a tua face

    A brilhar de compaixão...

    Tua bondade é sem tamanho,

    Tens um grande coração!

    Os que em ti procuram abrigo,

    Os que buscam encontrarão!

 

3. Eu dizia na aflição:

    “Deus não quer saber de mim!”...

    Vejo, agora, que me ouviu,

 

(1) Abertura: ÉS UM DEUS JUSTO, Ó SENHOR

       (Sl 119,137.124+ Sl 86(85)  HIN III p. 125)

 

és um Deus justo, ó Senhor,

e justiça é tua sentença!

trata teu servo, ó Senhor,

de acordo com tua clemência!

 

1.Ó Senhor põe teu ouvido

   Bem aqui pra me escutar,

   Infeliz eu sou e pobre

   Vem depressa me ajudar!

   Teu amigo eu sou, tu sabes,

   Só em ti vou confiar!

 

2.Compaixão de mim, Senhor,

   Eu te chamo, noite e dia...

   Vem me dar força e coragem

   E aumentar minha alegria;

   Eu te faço minha prece,

   Pois minh’alma em ti confia.

 

3.Tu és bom e compassivo

   E a quem pede dás perdão

   Dá ouvido a meus pedidos:

   Meu lamento é oração...

   Na hora amarga eu te procuro,

   Sei que não te chamo em vão!

 

4.Não existe nenhum deus

   Para contigo se igualar,

   Nem no mundo existe nada

   Que se possa comparar

   Às belezas que na terra

   Teu amor soube criar!

 

(2) Salmo de resposta: Sl 68 (Hin III, p. 179)

 

com carinho preparastes

uma mesa para o pobre!

 

1. Os justos se alegram

    na presença do Senhor,

    rejubilam satisfeitos

    e exultam de alegria!

      - Cantai a Deus, a Deus louvai,

        cantai um salmo a seu nome!

        O seu nome é Senhor!

        Exultai diante dele!

 

2. Dos órfãos ele é Pai

    e das viúvas protetor;

    é assim o nosso Deus,

    em sua santa habitação.

      - É o Senhor quem dá abrigo,

        dá um lar aos deserdados,

        quem liberta os prisioneiros

        e os sacia com fartura!

 

3. Derramastes lá do alto

    uma chuva generosa

    Quando eu reclamava assim.

    Santos todos, amem, louvem

    O Senhor, até o fim!

 

MÊS DA BÍBLIA 2019

 

<<1ª. Carta de João>>

NÓS AMAMOS

PORQUE DEUS NOS AMOU PRIMEIRO

 

No site da CNBB lemos que “O mês de setembro se tornou referência para o estudo e a contemplação da Palavra de Deus, tornando-se em todo o Brasil, desde 1971, o Mês da Bíblia. Desde o Concílio Vaticano II, convocado em dezembro de 1961 pelo papa João XXIII, a Bíblia ocupou espaço privilegiado na família, nos círculos bíblicos, na catequese, nos grupos de reflexão, nas comunidades eclesiais. Este ano, 2019, será o 48º em que a Igreja no Brasil comemora o Mês da Bíblia. Neste sentido, a Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dando continuidade ao ciclo do tema “Para que n’Ele nossos povos tenham vida”, propôs para o Mês da Bíblia o estudo da Primeira Carta de João, com destaque para o lema “Nós amamos porque Deus primeiro nos amou” (1Jo 4,19)”.

 

De um certo tempo para cá, vem se instalando no país uma coisa horrorosa que ninguém jamais imaginou: Uma CULTURA DO ÓDIO. Já convivemos há séculos com preconceito de todo tipo, de raça, de gênero, de classe social, de religião... Mas, nunca foi tanta, entre as pessoas, a intolerância, a rejeição, o ódio. Nada mais oportuno, então, que lermos e meditarmos a 1ª. Carta do Apóstolo João: “Que o estudo da Primeira Carta de João mova-nos e comova-nos a diálogos fraternos e a convivências pacificadoras, amando-nos uns aos outros”.

 

DOWNLOAD DO ARQUIVO →