O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

DESTAQUES SEMANAIS

1º Domingo do Advento – C: VIGIAI! – Lc 21,25-28.34-36

30/11/2018

1º Domingo do Advento – C: VIGIAI! – Lc 21,25-28.34-36

 

A expectativa da VINDA do SENHOR...

Quando um ano vai terminando e outro está por chegar, sonhos, aspirações e desejos começam a borbulhar no coração de toda a gente...

É a expectativa de um ANO NOVO, o anseio de uma VIDA NOVA, de um MUNDO NOVO, que nós cristãos chamamos de REINO DE DEUS!

É como se, de repente, tudo pudesse começar de novo, e muito melhor... Sonhos, aspirações, desejos, os mais variados, segundo os diversos níveis de necessidade e de consciência de cada pessoa, de cada grupo humano... É, precisamente, no contexto destes sonhos, aspirações e desejos, é no seio desta espera maior, que importa situar, compreender e vivenciar a expectativa da Vinda do Senhor: “Felizes os que têm fome e sede da Justiça, porque serão saciados!” E não há melhor maneira de ir ao encontro de um novo ano, que “caminhando e cantando”, no brilho da Estrela... O Rei está por chegar, o Príncipe da Paz! Antes de mais nada, VIGIAR! Não podemos dormir no ponto. É certo que ele virá um dia na sua glória e majestade, para julgar a cada um e a todos e todas, confor-me as suas obras, isto é, conforme sua maneira de ter convivido com os demais, sobretudo, sobretudo conforme sua atenção ou seu descaso para com os mais precisados. Por isso mesmo, é preciso estar atento a cada momento, a cada pessoa que cruza o nosso caminho, aos acontecimentos que marcam nosso dia-a-dia. São sinais de Deus para quem tem olhos de ver... São como estrelas para quem observa os tempos, como os Magos... Preparar-se para a sua Vinda final é coisa de todo dia, de cada instante... Ele está sempre chegando... E vai se dar bem no final, quem soube acolhê-lo no dia-a-dia.

O desafio que se coloca para nós é precisamente este: como abrir espaços para o Senhor que vem nessa conjuntura que vive nosso país, a começar pelo lugar onde estamos?...

 

(1) Abertura: SALMO 25,1-10

(Música: CD “Ofício das Alegrias” (Paulus), faixa 13)

a ti, amor, minh’alma elevo,

/:não seja eu desiludido!”:/

 

1.A ti, Amor, elevo a minh‘alma,

   Em ti, meu Deus, sim, muito eu confio...

   Jamais eu fique envergonhado,

   Jamais triunfem meus inimigos.

 

   Não fica mesmo envergonhado

   Quem sua esperança em ti coloca;

   Envergonhado há de ficar

   Quem sem motivo te atraiçoa.

 

E lhes dá a conhecer sua Aliança!

 

(4) Aclamação ao Evangelho

                    (Hin I p.46)

aleluia, aleluia! (bis)

vem mostrar-nos, ó Amor, (bis)

tua grande compaixão, (bis)

dá-nos tua salvação! (bis)

aleluia, aleluia! (bis)

 

(5) Entrada da Coroa do Messias

 

1. Olhando ao longe, eu vejo chegando

de Deus o poder,

Qual nuvem cobrindo a terra inteira

eu vejo chegar!

 

Saí-lhe ao encontro, cantai suplicando: “Vem Tu nos dizer:

És mesmo aquele, Aquele que vem

pra nos governar?...”

 

2. Ó gentes da terra, mulheres e homens, crianças e idosos,

Vós ricos e pobres, juntai-vos as mãos, ouvi meu cantar!

 

3. Ó Rei deste Povo, escuta o seu grito,

és nosso pastor!

Acima dos anjos, se ergue o teu trono

a nos amparar!

 

4. Abri vossas portas, ó povo, abri!

Antigos portões,

Abri-vos em par, que alguém já vem vindo, alguém vai entrar...

 

5. Cantemos a glória do Pai Criador,

do Filho, do Amor,

Cantemos e vamos marchando ao encontro do que vai chegar...

 

(6) Saudação da Coroa

 

/:que coroa é essa?

pra que rei será?:/

 

/:é a coroa do messias!

è pro filho de maria!:/

 

(acende-se a 1ª vela)

 

Vigiai, vigiai, vigiai

Com lâmpada acesa nas mãos;

/:Ele vem, ele vem, ele vem,

Não cochilem, nem durmam, irmãos!:/

 

(7) Ofertório: A nossa Oferta

                 (Hin I p. 62)

 

a nossa oferta apresentamos no altar

e te pedimos: vem, senhor, nos libertar!

 

1.A chuva molhou a terra,

   O povo plantou o grão

 

2.Mostra, ó Amor, a mim teus caminhos,

   Por tua verdade guia teu servo

   Meu salvador és tu, ó meu Deus,

   A vida toda, em ti espero!

 

   Lembra, ó Amor, o quanto nos amas,

   Que desde sempre tu és fiel,

   E meus pecados de ontem, de hoje,

   Não recordá-los, bom que tu és!

 

3.Correto e bom, o Eterno Amor

   E aos pecadores mostra o caminho,

   Os pobres guia pela justiça;

   Por seu caminho, os pequeninos!

 

   Fidelidade e graça, os caminhos,

   Sim, os caminhos do Amor Eterno

   Para quem guarda sua Aliança

   E sempre cumpre os seus preceitos!

 

 (2) Hino do Advento:       (Hin I p. 85)

 

Quando virá, Senhor o dia

Em que apareça o Salvador

E se efetue a profecia:

“Nasceu do mundo o Redentor”?...

 

orvalhai lá do alto, ó céus

e as nuvens chovam o justo!

 

Aquele dia prometido

À antiga fé de nossos pais,

Dia em que o mal será banido,

Mudando em riso os nossos ais!

 

Quando felizes o veremos

No firmamento despontar

E a espargir clarões supremos,

Da terra as trevas dispersar?...

 

Filha de reis, ó Virgem pura,

Sai da modesta posição,

Em ti, embora criatura,

De Deus se fez a Encarnação!

 

(3) Salmo de resposta: Sl 25,4-5.8-9.10.14

(Música: Hin I, p.10 “Vem, Senhor, nos salvar”)

 

ó Senhor, elevo

a ti minh’alma, meu coração!

 

Mostrai-me, ó Amor, vossos caminhos,

E fazei-me conhecer a vossa estrada!

Vossa verdade me oriente e me conduza,

Porque sois o Deus da minha salvação!

 

O Amor é piedade e retidão

E reconduz ao bom caminho os pecadores!

Ele dirige os humildes na justiça

E aos pobres ele ensina o seu caminho!

 

Verdade e amor sãos os caminhos do Amor

Para quem guarda sua Aliança e seus preceitos!

O Amor Eterno se faz íntimo aos que o temem

   A planta deu flor e frutos

   Do trigo se fez o pão

 

2.O povo plantou videiras

   Cercou-as com seu carinho,

   Da vinha brotou a uva,

   Da uva se fez o vinho!

 

3.Os frutos de nossa terra

   E as lutas dos filhos teus

   Serão, pela tua graça,

   Pão vivo que vem dos céus!

 

4.Recebe, Pai, nossas vidas

   Unidas aos pão e vinho

   E vem conduzir teu povo,

   Guiando-o no te caminho!

 

(8) Comunhão: VIGIAI  Mc 13,33) + Sl 85

                 (música: Hin I p. 19)

 

vigiai, vigiai, eu vos digo,

não sabeis nem o dia ou a hora,

vigiai, vigiai, eu repito,

eis que vem o Amor em sua glória!

 

1. Foste amigo antigamente

Desta terra que amaste,

Deste povo que escolheste,

Sua sorte melhoraste,

Perdoaste seus pecados,

Tua raiva acalmaste.

 

2. Vem de novo restaurar-nos,

Sempre irado estarás,

Indignado contra nós

E a vida não darás?

Salvação e alegria

Outra vez não nos trarás?...

 

3. Escutemos suas palavras,

É de paz que vai falar,

Paz ao povo, a seus fiéis,

A quem dele se achegar,

Está perto a salvação

E a glória vai voltar!

 

4. Eis: Amor, Fidelidade

Vão unidos se abraçar,

Bem assim, Justiça e Paz

Vão beijar-se e se abraçar,

Vai brotar Fidelidade

E Justiça se mostrar!

 

5. E virão os benefícios

Do Amor a abençoar

E os frutos do amor

Desta terra vão brotar,

A Justiça diante dele

E a Paz o seguirá!

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________  

NATAL vem aí! Preparemo-nos para comemorar sua primeira Vinda, como quem se prepara para a sua Vinda final!

 

DOWNLOAD DO ARQUIVO →