O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

DESTAQUES SEMANAIS

VIGÉSIMO QUINTO DOMINGO DO TEMPO COMUM - ANO B -

23/09/2018

25º Domingo do Tempo Comum - B:

Domingo de QUEM QUER SER O MAIOR

Marcos 9,30-37

A caminho de Jerusalém, uma ida sem volta, após três anos de caminhada, de convivência, de paciente evangelização, tudo ainda está por se fazer...

Enquanto o Mestre anuncia a entrega definitiva da sua vida, os discípulos discutem entre si quem deles é o maior...

Jesus precisa falar-lhes com muita clareza e dizer que a verdadeira grandeza consiste em considerar-se o último e colocar-se a serviço de todos, sobretudo dos mais pequeninos.

É a lógica da Cruz que orienta a sua vida e precisa ser assumida pelos seus seguidores.

Mas, como naquele tempo, hoje também, esse amadurecimento leva muito tempo.

Vale questionar aqui essa “Igreja de massas”, dos grandes e estrondosos eventos, das multidões delirantes a bater palmas cantar e saltar...

 

Será um encontro de gente que vem de pequenas comunidades, onde a vida de cada dia é compartilhada (VER)... e os “sinais dos tempos” são decifrados à luz da Palavra Sagrada (JULGAR)... e se buscam respostas concretas feitas de conversão e militância (AGIR)... onde o Reino cresce nas pessoas, fermenta os ambientes e a sociedade, e desabrocha no canto vibrante de celebrações autênticas?...  

 

Outro dia, um irmão pastor luterano chamou-nos a atenção para esta aberração: num país com mais de 500 anos de evangelização, tantas Igrejas pregando o nome de Deus e o Amor, como ér possível que as coisas estejam do jeito que estão: nunca foi tanta a desigualdade, nunca houve tanta violência?... Seria uma falência do “Projeto de Deus”?... Será que o que está faltando mesmo não é pensar a nossa fé “politicamente”?... É mais que urgente os cristãos e cristãs tirarem as consequências políticas de sua fé: o nome de Deus só será devidamente “santificado” e honrado nesta “Terra de Santa Cruz”, quando o amor se ampliar em exercício de cidadania... em lutas por Direitos... na construção de políticas pú-

   Não há lugar para Deus a seus olhos;

   Quem me protege e ampara é meu Deus;

   É o Eterno quem sustenta minha vida!

 

3.Quero ofertar-vos o meu sacrifício

   De coração e com muita alegria;

   Quero louvar, ó Eterno, vosso nome,

   Quero cantar vosso nome que é bom!

 

(3) Aclamação: ALELUIA!   Mc 7,37

                         (HIN III B, p. 198)

aleluia! aleluia! aleluia! aleluia!

aleluia! aleluia! aleluia! aleluia!

 

Eu te louvo, ó Pai santo,

Rei do céu, Senhor da terra

Os mistérios do teu Reino,

Aos pequenos, Pai, revelas!

 

(4) Ofertório: OFERTAR É DAR A VIDA

                              (HIN III B, p.199)

ofertar, pra meu povo, é dar a vida,

a vida inteira oferecida!

 

1.Da Mulher e do Homem, do nosso lar

   Nosso amor fiel vimos ofertar;

   Pelos filhos toda a dedicação,

   Recebei, Senhor, nossa oblação!

 

2.Homem e Mulher, mãos a trabalhar,

   Terra a produzir, frutos partilhar;

   Da videira o vinho e do trigo o pão,

   Recebei, Senhor, nossa oblação!

 

3.Desse nosso jeito de ser Igreja,

   Comunhão na fé, que reza e peleja,

   Variados dons, participação,

   Recebi Senhor, nossa oblação!

 

4.Nossa vida inteira: aos irmãos servir,

   Nossa militância, o nosso porvir,

   Com Jesus unido em sua Paixão,

   Recebei, Senhor, nossa oblação!

 

(5) Comunhão: SE ALGUÉM ME QUER SEGUIR -  Sl 139      (mel.: - HIN III B, p.200)

 

primeiro quem será?

o último há de ser,

a todos vai servir,

jesus nos vem dizer...

primeiro há de ser

quem mais servir

 

1.Meu coração penetras

   E lês meus pensamentos;

   Se sento ou se levanto,

   Tu vês meus movimentos;

   De todas minhas palavras

   Tu tens conhecimento!

 

   Por trás e pela frente,

   Me envolves, Deus, e cercas;

   Pões sobre mim tua mão;

  

blicas que resgatem a dignidade das pessoas, que ofereçam oportunidades de desenvolvimento saudável e pleno à juventude, que ponham fim a toda exclusão, que promovam plenamente a vida. Esse foi o “Grito dos Excluídos e Excluídas” no dia 7 de setembro. Esse será o sentido maior do nosso voto no dia 7 de outubro. Nossa Fé Cristã será sendo testada. Talvez assim esse país terá jeito!

 

(1) Abertura: VEM ESCUTAR-ME – Sl 86

                             (HIN III B, p. 196)

vem escutar-me, ó senhor,

ó meu deus, vem salvar o teu servo!

tem compaixão de minha dor,

por ti chamo o dia inteiro!

 

1.Ó Senhor põe teu ouvido

   Bem aqui pra me escutar,

   Infeliz eu sou e pobre

   Vem depressa me ajudar!

   Teu amigo eu sou, tu sabes,

   Só em ti vou confiar!

 

2.Compaixão de mim, Senhor,

   Eu te chamo, noite e dia...

   Vem me dar força e coragem

   E aumentar minha alegria;

   Eu te faço minha prece,

   Pois minh’alma em ti confia.

 

3.Tu és bom e compassivo

   E a quem pede dás perdão

   Dá ouvido a meus pedidos:

   Meu lamento é oração...

   Na hora amarga eu te procuro,

   Sei que não te chamo em vão!

 

4.Não existe nenhum deus

   Para contigo se igualar,

   Nem no mundo existe nada

   Que se possa comparar

   Às belezas que na terra

   Teu amor soube criar!

 

(2) Salmo de resposta: Salmo 54

                    (HIN III B, p.197)

é o senhor quem sustenta a minha vida,

quem me ampara e protege é meu deus!

 

1.Por vosso nome, salvai-me ó Eterno;

   Por vossa graça, fazei-me justiça!

   Ó meu Deus atendei minha prece,

   E escutai as palavras que eu digo!

 

2.Pois contra mim orgulhosos se insurgem,

  

   Me guias, me acobertas;

   O teu saber me encanta,

   Me excede e me supera!

 

2.Quisesse eu me esconder

   Do teu imenso olhar,

   Subir até o céus,

   Na terra me entranhar,

   Atrás do sol que nasce,

   Lá irias me encontrar!

 

   Se a luz do sol se fosse,

   Que escuridão seria!...

   Se as trevas me envolvessem,

   O que adiantaria?...

   Pra ti, Eterno, a noite

   É clara como do dia!

 

3.No seio de minha mãe                                                                     

   Tu me teceste, um dia.

   Eterno, eu te agradeço                     

   Por tantas maravilhas:

   Meus ossos, minha alma,

   De há muito, conhecias!

 

   Quando, então, me formavas

   Misteriosamente,

   Minhas ações previas

   No livro de tua mente,

   Meus dias já contados,

   Antecipadamente!

 

4.Teus planos insondáveis,

   Ó meu Deus infinito!

   Somá-los eu quisera,

   É um areal infindo!

   E assim que me desperto,

   Ainda estou contigo!

 

   Meu Deus, o mau derrota

   Longe de mim, violentos!

   De ti maldades falam,

   São vãos seus pensamentos,  

   Pra mim, são inimigos,

   Odeio seus intentos!

 

5.Mas vê meu coração

   E minha angústia sente;

   Eterno, vê meus passos,

   Se vou erradamente,

   Me guia no caminho

   Da vida para sempre!

 

   Como é profunda, ó Pai,

   Tua sabedoria!

   Fizeste amanhecer,

   Em Cristo, um novo dia!

   Por teu Divino Espírito                                                                  

   Com eterno amor nos guias!

________________________________________________________________________

 

Imaginem se toda pessoa investida de autoridade se espelhasse no Evangelho que hoje escutamos!...

 

 

DOWNLOAD DO ARQUIVO →