O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

DESTAQUES SEMANAIS

23º Domingo do Tempo do Discipulado e da Missão - B: - Reginaldo Veloso

08/09/2018

23º Domingo do Tempo do Discipulado e da Missão  - B:

DOMINGO DO SURDO-MUDO

Marcos 7,31-37 - “O pior surdo é aquele que não quer ouvir”.

Nosso encontro, hoje, com o Messias, o Cristo ressuscitado, é uma oportunidade ímpar de nos deixarmos questionar sobre nossa capacidade efetiva de diálogo e comunhão, de escuta dos demais e de abertura para uma verdade maior que nossas convicções ou preconceitos, num mundo de tantas diferenças, tradições, culturas, ideologias e opções.

 

Nossa pressa em julgar e descartar, a facilidade com que discriminamos e excluímos pessoas e grupos, em nome de nossos princípios ou conveniências, não só nos impedem de crescer com as experiências e valores dos outros, como deixam tanta gente na solidão, no abandono, sem oportunidade de participar do convívio e da construção do bem comum.

 

E isso acontece em todas as instâncias:

- da vida em família e entre vizinhos

à vida sindical, política e religiosa...

- dos grupos étnicos locais à relação entre nações...

Tanta gente, quem sabe, começando por nós aqui, precisaria dar-se conta da própria surdez e dos males que daí decorrem!...

Quanta gente precisaria ouvir aquele enérgico “Abre-te!”, da boca de Jesus.

 

A partir de então, o “canto novo” brotaria

de corações novos, alargados e enriquecidos pela abertura para com os diferentes e a comunhão com tantos irmãos e irmãs que só estavam à sua espera.

 

Sexta-feira passada, por sinal, “1ª. Sexta-feira do mês”, 7 de Setembro, data magna da nação brasileira, DIA DA INDEPENDÊNCIA! Terão ouvido o GRITO DOS EXCLUÍDOS E EXCLUÍDAS, os/as que estão se candidatando a algum mandato no Executivo ou no Legislativo dos Estados e da Federação?...  Pelo menos os “devotos do Coração de Jesus” estiveram sintonizados com as

 

 

(3) Aclamação: ALELUIA!   Mc 7,37

                         (HIN III B, p. 188)

aleluia! aleluia! aleluia! aleluia!

aleluia! aleluia! aleluia! aleluia!

 

Tanta coisa boa fez,

E bem feito ele fez tudo,

Fez os surdos escutarem,

Ele fez falar os mudos!

 

(4) Ofertório: OFERTAR É DAR A VIDA

                              (HIN III B, p.189)

ofertar, pra meu povo, é dar a vida,

a vida inteira oferecida!

 

1.Da Mulher e do Homem, do nosso lar

   Nosso amor fiel vimos ofertar;

   Pelos filhos toda a dedicação,

   Recebei, Senhor, nossa oblação!

 

2.Homem e Mulher, mãos a trabalhar,

   Terra a produzir, frutos partilhar;

   Da videira o vinho e do trigo o pão,

   Recebei, Senhor, nossa oblação!

 

3.Desse nosso jeito de ser Igreja,

   Comunhão na fé, que reza e peleja,

   Variados dons, participação,

   Recebi Senhor, nossa oblação!

 

4.Nossa vida inteira: aos irmãos servir,

   Nossa militância, o nosso porvir,

   Com Jesus unido em sua Paixão,

   Recebei,Senhor, nossa oblação!

 

(5) Comunhão: TODAS AS COISAS BEM

      FEZ - Sl 139  (mel.: “Ressuscitei, Senhor”-

                                    HIN III B, p.190)

 

todas as coisas bem

fez o senhor jesus,

ouvir os surdos fez,

dos cegos foi a luz,

os mudos fez falar,

cristo jesus!

 

1.Meu coração penetras

   E lês meus pensamentos;

   Se sento ou se levanto,

   Tu vês meus movimentos;

   De todas minhas palavras

   Tu tens conhecimento!

 

   Por trás e pela frente,

   Me envolves, Deus, e cercas;

   Pões sobre mim tua mão;

   Me guias, me acobertas;

   O teu saber me encanta,

   Me excede e me supera!

___________________________________________________________________________________________________________________

 

Com Gonzaguinha, a gente canta:

 

“A beleza de ser um eterno aprendiz!”

 

E a nossa SABEDORIA é JESUS!

 

prioridades do Mestre, gritando, com todos os homens e mulheres deste país, que “têm fome e sede da justiça”, contra toda DESIGUALDADE, que tem gerado tanta VIOLÊNCIA neste país?...

 

 (1) Abertura: VEM ESCUTAR-ME – Sl 86

                                 (HIN III B, p. 186)

vem escutar-me, ó senhor,

ó meu deus, vem salvar o teu servo!

tem compaixão de minha dor,

por ti chamo o dia inteiro!

 

1.Ó Senhor põe teu ouvido

   Bem aqui pra me escutar,

   Infeliz eu sou e pobre

   Vem depressa me ajudar!

   Teu amigo eu sou, tu sabes,

   Só em ti vou confiar!

 

2.Compaixão de mim, Senhor,

   Eu te chamo, noite e dia...

   Vem me dar força e coragem

   E aumentar minha alegria;

   Eu te faço minha prece,

   Pois minh’alma em ti confia.

 

3.Tu és bom e compassivo

   E a quem pede dás perdão

   Dá ouvido a meus pedidos:

   Meu lamento é oração...

   Na hora amarga eu te procuro,

   Sei que não te chamo em vão!

 

4.Não existe nenhum deus

   Para contigo se igualar,

   Nem no mundo existe nada

   Que se possa comparar

   Às belezas que na terra

   Teu amor soube criar!

 

(2) Salmo de resposta: Salmo 146

                  (HIN III B, p.187)

bendize, ó minh’alma ao senhor,

bendirei ao senhor toda a vida!

 

1.O Senhor é fiel para sempre,

   Faz justiça aos que são oprimidos;

   Ele dá alimentos aos famintos,

   É o Eterno quem liberta os cativos!

 

2.O Senhor abre os olhos aos cegos,

   O Senhor faz erguer-se o caído;

   O Senhor ama aquele que é justo,

   É o Senhor quem protege o estrangeiro!

 

3.Ele ampara  viúva e o órfão,

   Mas confunde os caminhos dos maus;

   O Senhor reinará para sempre,

   Ó Sião, o teu Deus reinará!

 

         

2.Quisesse eu me esconder

   Do teu imenso olhar,

   Subir até o céus,

   Na terra me entranhar,

   Atrás do sol que nasce,

   Lá irias me encontrar!

 

   Se a luz do sol se fosse,

   Que escuridão seria!...

   Se as trevas me envolvessem,

   O que adiantaria?...

   Pra ti, Amor, a noite

   É clara como do dia!

 

3.No seio de minha mãe                                                                     

   Tu me teceste, um dia.

   Amor, eu te agradeço           

   Por tantas maravilhas:

   Meus ossos, minha alma,

   De há muito, conhecias!

 

   Quando, então, me formavas

   Misteriosamente,

   Minhas ações previas

   No livro de tua mente,

   Meus dias já contados,

   Antecipadamente!

 

4.Teus planos insondáveis,

   Ó meu Deus infinito!

   Somá-los eu quisera,

   É um areal infindo!

   E assim que me desperto,

   Ainda estou contigo!

 

   Meu Deus, o mau derrota

   Longe de mim, violentos!

   De ti maldades falam,

   São vãos seus pensamentos,  

   Pra mim, são inimigos,

   Odeio seus intentos!

 

5.Mas vê meu coração

   E minha angústia sente;

   Eterno, vê meus passos,

   Se vou erradamente,

   Me guia no caminho

   Da vida para sempre!

 

   Como é profunda, ó Pai,

   Tua sabedoria!

   Fizeste amanhecer,

   Em Cristo, um novo dia!

   Por teu Divino Espírito                                                                  

   Com eterno amor nos guias!

_________________________________________________________________________________________________________________________

 

Setembro: MÊS DA BÍBLIA! Vamos estudar o LIVRO DA SABEDORIA. E quanto a gente precisa de escutar os conselhos dos “mais velhos” de ontem e de hoje!... Sintonizar com sabedoria dos que viveram mais e aprenderam muito no livro da Vida, é o que vamos fazer ao longo deste mês.

 

 

DOWNLOAD DO ARQUIVO →