REDE CELEBRA 
O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

DESTAQUES SEMANAIS

11º Domingo do Tempo do Discipulado e da Missão, ano B:

13/06/2018

11º Domingo do Tempo do Discipulado e da Missão– B:

DOMINGO DAS SEMENTES DO REINO

 

Marcos 4,26-34

JESUS, depois de surpreender seus ouvintes, domingo passado, a respeito de quem é sua família, em nosso encontro de hoje, ele vai nos surpreender sobre “os limites” e “processos” do Reino de Deus.

Após séculos de cristandade, vivemos hoje um tempo de “diáspora”. Mesmo no “Continente Católico”, ou no “maior país católico do mundo”, ser católico, ser cristão, é sempre menos um fato sociológico, cultural ou “natural”... É sempre mais uma questão de opção, pessoal...

Infelizmente, há ainda quem curta a ilusão de certo triunfalismo religioso de uma Igreja voltada para si mesma, para a pompa dos ritos e a imponência das “autoridades religiosas”.

Mass, a alegria, o prazer de ser cristão, de ser cristã, hoje, precisaria resultar muito mais de um olhar humilde, capaz de perceber os sinais do Reino de Deus no cotidiano das pessoas, dos mais simples, especialmente lá onde a preocupação com o outro é vivida de muitas maneiras e com imensa generosidade...

A alegria, o prazer de ser cristão, de ser cristã, hoje, poderá resultar muito bem, hoje, daquilo que Papa Francisco denomina como “globalização da solidariedade”, ao percebermos os esforços de mobilização, organização e ação dos que acreditam que “um outro mundo é possível”.

 

Somente essa percepção mais profunda e ampla dos sinais do Reino é que nos dará fôlego para honestamente cantar “os cânticos do Senhor”, mesmo que seja em terra estranha, “na beira dos rios de Babilônia” (Sl 137).

 

É tempo de COPA DO MUNDO! E se ouvirá “de um povo heroico o brado retumbante”: Gôooooooooooooooooool!

Por força do sonho maior do HEXA, colorida de verde e amarelo por todos os cantos e recantos, ressurge e se afirma a “brasilidade”, a identidade de um povo que parece resumir-se a torcer pela Seleção Canarinha de 4 em 4 anos.

3.Mesmo no tempo da velhice, darão frutos,

   Cheios de seiva e de folhas verdejantes

   - E dirão: “É justo mesmo o Senhor Deus:

     Meu Rochedo, não existe nele o mal!”

 

(3) Aclamação: ALELUIA!   (HIN III B, p.131)

 

aleluia, aleluia, aleluia!

aleluia, aleluia, aleluia!

 

Vem abrir nosso coração, Senhor,

Ó Senhor, abre o nosso coração,

E, então, da Palavra do teu Filho

Vamos ter, ó Senhor, compreensão.

 

(4) Ofertório: BENDITO SEJAS, SENHOR 

                    (CF/1980)

bendito sejas, Senhor Deus,

pelo vinho e pelo pão:

vão tornar-se no caminho

alimento e salvação!

 

1.Ó Senhor, neste altar colocamos,

   Com ofertas de pão e de vinho,

   Alegria, esperança e angústia,

   Que são parte do nosso caminho.

 

2.Mesmo quando forçado a partir

   E deixar sua terra natal,

   Este povo caminha contigo,

   Com vigor combatendo o mal.

 

3.Se os estranhos nos vêm perguntar:  

   “Povo errante, pra onde tu vais?”

   Nós dizemos: “Com Deus caminhamos

   Para o amor, a verdade e a paz!”

  

4.És um Deus peregrino na História,

   Deus fiel, que caminha à frente

   Do teu povo que luta à procura

   Do seu chão com coragem valente!

 

(5) Comunhão: Sl 96 - COMO ALGUÉM QUE SEMEIA NA TERRA  (HIN III B, p.133)

 

como alguém que semeia na terra

se encanta ao ver tudo  brotar,

assim cresce o reino de deus,

alegria e surpresa do olhar!

 

1.Um canto novo ao Senhor,

   Ó terras todas cantai!

   Louvai seu nome bendito,

   Diariamente, aclamai!

   Sua glória, seus grandes feitos

   Aos povos todos contai!

 

2.Ele é o maior dos senhores,

   Merece o nosso louvor;

   E mais do que aos deuses todos

   Nós lhe devemos temor;

   Os outros deuses são nada,

   Ele é do céu criador!

 

3.Sai dele um grande clarão,

   Ele anda com majestade...

 

Nesse clima de euforia esportiva, quem terá olhos para ver as verdadeiras cores de um país que está se construindo pelas mãos dos pequenos agricultores da Agricultura Familiar... pelas lutas dos Sem Teto e dos Sem Terra, dos Petroleiros da PETROBRÁS e dos Servidores da USP ... pela resistência das Comunidades dos Povos Nativos e dos Quilombolas?... Quem terá ouvidos para ouvir o brado dos que clamam no acampamento de Curitiba: “LULA LIVRE!”?... Temos o olhar e o ouvir de JESUS?...

 

1) Abertura: Sl 27 - DO SEU POVO ELE É A FORÇA!             (HIN III B, p. 129)

 

do seu povo ele é a força

salvação do seu Ungido:

salva, Senhor, teu povo,

socorre os teus queridos!

 

1.O Senhor é minha luz

   Ele é minha salvação...

   O que é que eu vou temer?

   Deus é minha proteção!

   /:Ele guarda a minha vida,

   Eu não vou ter medo não!:/

 

2.Quando os maus vêm avançando,

   Procurando me acuar,

   Desejando ver meu fim,

   Só querendo me matar,

   Inimigos, opressores

   É que vão se liquidar!

 

3.Se um exército se armar

   Contra mim, não temerei!

   Meu coração está firme

   E bem firme ficarei!

   Se estourar uma batalha,

   Mesmo assim, confiarei!

 

4.Sei que eu hei de ver, um dia,

   A bondade do Senhor:

   Lá na terra dos viventes,

   Viverei no seu amor!

   Espera em Deus, cria coragem!

   Espera em Deus, que é teu Senhor!

 

(2) Salmo de resposta: Salmo 92

                        (HIN III B,  p. 130)

como é bom agradecermos ao Senhor!

 

1.Como é bom agradecermos ao Senhor

E cantar salmos de louvor ao Deus Altíssimo

   - Anunciar pela manhã vossa bondade 

     E o vosso amor fiel, a noite inteira!

 

2.O homem justo crescerá como a palmeira,

   Florirá igual ao cedro que há no Líbano.

   - Na casa do Senhor estão plantados,

     Nos átrios de meu Deus, florescerão!

   Seu trono é maravilhoso,

   Reflexo da divindade,

   Pois seu poder é imenso

   E dura pra eternidade!

 

4.Rendei a Deus homenagem,

   Rendei-lhe glória e poder!

   Rendei louvor a seu nome   

   E vinde ao templo trazer  

   Presentes para ofertar-lhe,

   Sentindo a terra tremer!

 

5.Sabei que o Senhor é Rei

   E traz justiça a esta terra...

   Alegre-se o mar, os peixes

   E tudo o que o mundo encerra,

   Os campos, plantas, montanhas

   E as árvores da floresta!

 

6.Ele é o Senhor do universo

   E faz justiça a seu povo...

   Aos povos há de julgar

   Reinando no mundo todo...

   Por isso, a ele cantai

   Ó terras, um canto novo!

 

7.A nosso Pai demos glória

    E glória ao Filho, também!

    Louvor e glória, igualmente,

    Ao Deus Amor que hoje vem!

    Que nosso louvor se estenda,

    Agora e sempre. Amém!

_______________________________________________________________________

 

MANIFESTO AO POVO BRASILEIRO

 

"Há dois meses estou preso, injustamente, sem ter cometido crime nenhum. Há dois meses estou impedido de percorrer o País que amo, levando a mensagem de esperança num Brasil melhor e mais justo, com oportunidades para todos, como sempre fiz em 45 anos de vida pública.  

Fui privado de conviver diariamente com meus filhos e minha filha, meus netos e netas, minha bisneta, meus amigos e companheiros. Mas não tenho dúvida de que me puseram aqui para me impedir de conviver com minha grande família: o povo brasileiro. Isso é o que mais me angustia, pois sei que, do lado de fora, a cada dia mais e mais famílias voltam a viver nas ruas, abandonadas pelo estado que deveria protegê-las. 

De onde me encontro, quero renovar a mensagem de fé no Brasil e em nosso povo. Juntos, soubemos superar momentos difíceis, graves crises econômicas, políticas e sociais. Juntos, no meu governo, vencemos a fome, o desemprego, a recessão, as enormes pressões do capital internacional e de seus representantes no País. Juntos, reduzimos a secular doença da desigualdade social que marcou a formação do Brasil: o genocídio dos indígenas, a escravidão dos negros e a exploração dos trabalhadores da cidade e do campo. (... ...)

Tenho certeza que podemos reconstruir este País e voltar a sonhar com uma grande nação. Isso é o que me anima a seguir lutando. (leia o texto inteiro)

(Luís Inácio Lula da Silva - Curitba, 08.06.18 – )

 

DOWNLOAD DO ARQUIVO →