O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

DESTAQUES SEMANAIS

Domingo da Tempestade acalmada - Décimo nono D T C - Ano A

13/08/2017

~~Décimo nono Domingo do Tempo do Discipulado e da Missão – A:
Domingo da Tempestade acalmada
Mateus 14,22-33

Nos mares da vida...

Quem já não fez, em algum momento de sua vida, a experiência desafiante de sentir-se em meio a ondas de um mar agitado, a ponto de afogar-se?...

Pode ter sido uma experiência individual, pode ter sido uma experiência coletiva... Há momentos em que até quem nos vem ao encontro para ajudar, parece um fantasma, tal é nossa angústia, nosso embaraço...

Este é, porém, o momento da fé, por excelência: o momento de experimentar a verdade fundamental do Deus que está sempre conosco; de poder discernir sua presença nas pessoas e nos acontecimentos, apesar dos pesares; do acreditar que, não obstante o poder do mal, “apesar de você, amanhã há de ser outro dia”.

E sentiremos, aos poucos, se fazer a bonança, e, na celebração dominical, especialmente, escutaremos de novo Aquele que nos vem dizer: “A paz esteja com vocês!”.

E nossa fé ganhará um novo alento, e nosso canto, uma nova vibração.

Na verdade, o sentimento de muita gente, na atual conjuntura, tem sido de perplexidade, de não saber por onde, quando não, de total impotência...
Neste domingo, 13 de agosto, por sinal, a fé nos vem em socorro. E como precisamos, mais do que nunca, desse socorro que nos vem da fé. Com certeza, não, para nos acomodarmos num “deixa como está, pra ver com é que fica”... Mas, com a certeza da presença de Alguém mais, nos sentirmos fortalecidos para exercer a ousadia da fé, e nos colocarmos, com todos os lutadores e lutadoras do povo, em toda e qualquer frente de luta, cada qual, conforme sua experiência, seus dons, suas especialidades, suas potencialidades, atendendo ao “chamado” da História e do Deus da História. “Sem ódio e sem medo”, como se dizia, um tempo atrás.


Eu espero na sua Palavra,
Hosana, ó Senhor, vem, me salva!

(4) Ofertório: A Liberdade haverá
(HIN III A, p. 182)

1.As mesmas mãos que plantaram a semente aqui estão!
O mesmo pão que a mulher preparou 
aqui está!
O vinho novo que a uva sangrou jorrará 
no nosso altar!

A LIBERDADE HAVERÁ, A IGUALDADE HAVERÁ
E NESTA FESTA ONDE A GENTE É IRMÃO,
O DEUS DA VIDA SE FAZ COMUNHÃO! (bis)

2.Na flor do altar, há um sonho de paz mundial!
A luz acesa é a fé que palpita hoje em nós!
Do livro aberto, o amor se derrama total
no nosso altar!

3.Benditos sejam os frutos da terra de Deus!
Bendito seja o trabalho e a nossa união!
Bendito seja Jesus que conosco estará,
além do altar!


(6) SEGURA NA MÃO DE DEUS
(Para o final da homilia ou depois da Comunhão)

Se as águas do mar da vida quiserem te afogar,
Segura na mão de Deus e vai....
Se as tristezas desta vida quiserem te sufocar,
Segura na mão de Deus e vai...

SEGURA NA MÃO DE DEUS, SEGURA NA MÃO DE DEUS,
POIS ELA, ELA TE SUSTENTARÁ!
NÃO TEMAS, SEGUE ADIANTE E NÃO OLHES PARA TRÁS,
SEGURA NA MÃO DE DEUS E VAI!

Se a jornada é pesada e te cansas na caminhada,
Segura na mão de Deus e vai...
Orando, jejuando, confiando e confessando,
Segura na mão de Deus e vai!... 

O Espírito do Senhor sempre te revestirá,
Segura na mão de Deus e vai...
Jesus Cristo prometeu que jamais te deixará,
Segura na mão de Deus e vai!

(5) Comunhão: Sl 145 + Mt 14,33
                         (HIN III A p. 183)
NA BARCA ESTÃO OS DISCÍPULOS,
DE JOELHO A CRISTO ADORAR:
“O FILHO DE DEUS TU ÉS!”
SENHOR, TUA MÃO VEM NOS DAR!
TU ÉS O FILHO DE DEUS
SENHOR, TUA MÃO VEM NOS DAR!” (1) Abertura: Acolhe os oprimidos
      Sl 33 + Sl 68,6-7.36(Hin III A, p. 179)

ACOLHE OS OPRIMIDOS EM SUA CASA,
O SENHOR É SEU ABRIGO!
SÓ ELE SE FAZ TEMER,
POIS A SEU POVO DÁ FORÇA E PODER!

1.A nação que Ele governa
   É feliz com tal Senhor.
   Lá do céu, Ele vê tudo,
   Vê o homem e seu valor;
   Fez o nosso coração
   Forte e contemplador!

2.O que dá vitória ao rei
   Não é ter muitos soldados;
   O valente não se livra
   Por sua força ou seus cuidados
   Quem confia nos cavalos
   Vai, no fim, ser derrotado!

3.O Senhor protege sempre
   Quem espera em seu amor,
   Pra livrar da triste morte
   E, na fome, dar vigor;
   No Senhor é que esperamos,
   Ele é escudo protetor!

4.Nele, nosso coração
   Encontrou sempre alegria;
   No seu nome sacrossanto,
   Quem é bom sempre confia...
   Traz, Senhor, com teu amor,
   Esperança e alegria!

(2) Salmo de resposta: Sl 85 (HIN III A, p. 180)

MOSTRAI-NOS, Ó SENHOR, VOSSA BONDADE
E A VOSSA SALVAÇÃO NOS CONCEDEI!

1.Quero ouvir o que o Senhor irá falar:
   É a paz que ele vai anunciar
   Está perto a salvação dos que o temem
   E a glória habitará em nossa terra!

2.A verdade e o amor se encontrarão,
   A justiça e a paz se abraçarão;
   Da terra brotará a fidelidade
   E a justiça habitará em nossa terra!

3.O Senhor nos dará tudo o que é bom
   E a terra nos dará suas colheitas;
   A justiça andará na sua frente
e a salvação há de seguir os passos seus!


(3) Aclamação: Aleluia! + cf. Sl 130,5

ALELUIA! ALELUIA! ALELUIA! ALELUIA!
ALELUIA! ALELUIA! ALELUIA! ALELUIA!

Eu confio em nosso Senhor(HIN III A, p. 181)
Com fé, esperança e amor,


1.Louvar eu quero a ti, meu Deus, meu Rei,
   Teu nome, eternamente, eu vou cantar;
   Eu digo, cada dia, teu louvor,
   Vou bendizer teu nome, sem parar!

   A ti, grande Senhor, todo o louvor!
   Ninguém pode medir tua grandeza!
   As gerações ensinam uma à outra
   /:O que fizeste e a tua fortaleza!:/

2.O teu poder e glória todos cantem
   E espalhem os milagres que operaste;
   Os teus terríveis feitos se divulguem
   E os mil prodígios que tu praticaste!

   Bondoso é o Senhor para com todos,
   Com tudo que criou toma cuidado...
   Senhor, as criaturas te agradeçam
   /:E te bendiga todo ser criado!:/

3.Teu Reino vai durar eternamente
   E Tu dominas todas as idades!
   Tu és fiel àquilo que prometes
   E tudo realizas com bondade!

   Sustentas quem tropeça por fraqueza,
   Consertas quem caminha encurvado...
   Pra Ti se voltam todos os olhares
   /:E o pão concedes em tempo aprazado!:/

4.A mão pra todos abres, sem medida,
   E todos os viventes ficam fartos...
   É muito justo Deus em seus caminhos
   E sempre santo em todos os seus atos!

   Senhor, sempre estás perto de quem
 chama,
   De quem, na vida, tem sinceridade...
   Escutas quem te chama, e vens salvar,
   /:E dos que te amam fazes a vontade!:/

Mês de agosto, mês das VOCAÇÕES: no Reino de Deus não existem desempregados nem desocupados... E a queixa de Jesus é de que “a messe é grande e poucos, os operários”.
Você está à espera de quê ou de quem para assumir sua missão e participar ativamente da construção de um mudo diferente, que seja realização do Reino anunciado por JESUS?...
Ponha-se à escuta dos “tempos”, abra os olhos para os “sinais”... O melhor é fazer isso em uma boa roda de conversa, compartilhando entre irmãos e irmãs, entre companheiros e companheiras, realidades, desafios, pontos de vista, e a luz da Fé, que nos ajuda a escutar os apelos para os quais buscaremos as respostas que nos parecerem mais acertadas. É o VER-JULGAR-E-AGIR de cristãos e cristãs que vivem a Fé de forma comprometida e transformadora.


REGINALDO VELOSO

DOWNLOAD DO ARQUIVO →