O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

DESTAQUES SEMANAIS

VIGÉSIMO TERCEIRO DOMINGO DO TEMPO DO DISCIPULADO

06/09/2020

23º Domingo do Tempo do discipulado e da Missão - A:

DOMINGO DA PRESENÇA REAL

 

Mt 18,15-20

 

JESUS hoje nos congrega para revelar um dos seus segredos mais caros, um dos dogmas fundamentais da sua proposta eclesial:

Sua real presença em meio àqueles e aquelas que se encontram “em seu nome”, porque o relembram com amor, porque o têm como Mestre, porque são, hoje, seus discípulos e discípulas.

É nesse encontro de irmãos e irmãs que tudo de melhor pode acontecer:

- aí, na dinâmica da roda, é que se robustece a fé e a fraternidade...

- aí, se resolvem, em última instância, todas as pendências de uma convivência fraterna, mas, mesmo assim, conflituo-as...

- aí, todos e todas são responsáveis por todos e todas...

- aí, todos e todas se escutam e, juntos, buscam o melhor para todos e todas e para cada um, cada uma...

É nisso que deve consistir o poder de tudo ligar e desligar, na terra e no céu.

E a alegria do Salmo 133 naturalmente brotará do nosso cantar na celebração da fé e da irmandade!

Mas, neste 7 de Setembro, muita gente vai se juntar, presencial ou virtualmente, para caminhar pelas ruas ou navegar pelas mídias, gritando por Direitos e Democra-cia! Trabalhadores e Trabalhadoras gritarão e continuarão gritando: VIDA EM PRIMEIRO LUGAR! BASTA DE MISÉRIA, PRECONCEITO E REPRESSÃO! QUERE-MOS TRABALHO, TERRA, TETO E PARTICIPAÇÃO! Alguém tem dúvida de que estaremos unidos “em nome de Jesus”?... Não se trata tanto de gritar o nome de Jesus, mas de estar juntos “em nome” d’Ele, isto é, das coisas do Reino de Deus, por Ele anunciado, como ele nos dirá no Juízo Final (v. Mt 25,31-36): a solidariedade com os excluídos e   excluídas é a prova mais segura de que estamos em “comunhão” com JESUS!

 

(3) Aclamação: ALELUIA! +

    (HIN III A, p.201)

 

aleluia! aleluia! aleluia!

aleluia! aleluia! aleluia!

 

O Senhor reconciliou o mundo em Cristo,

Confiando-nos sua Palavra,

A Palavra da Reconciliação,

A Palavra que hoje, aqui, nos salva!

 

(4) Ofertório: Neste pão e neste vinho

(HIN III A, p. 294)

neste pão e neste vinho,

o suor de nossas mãos,

o trabalho e a justiça

para todos os irmãos!

 

1. Ofertamos, ó Senhor, os sofrimentos

    Dos pequenos e dos pobres, teus amados,

    Dos que lutam à procura de trabalho,

    Das crianças e anciãos abandonados.

 

2. Ofertamos a firmeza e a coragem

    Dos que lutam, em favor dos oprimidos,

    Dos famintos e sedentos de justiça

    E que são por tua causa perseguidos!

 

3. Ofertamos, ó Senhor, toda a certeza

    Na vitória do amor sobre o pecado...

    Tua luz há de brilhar, vencendo a treva,

    Sobre o mundo convertido e renovado!

 

(5) Comunhão: Sl 103 + Mt 16,27

               (HIN III A, p. 203)

 

vá e mostre o erro do seu irmão,

quando ele, um dia, pecar!

vã e mostre o erro que ele fez,

mas isso, em particular...

/:se ele ouvidos quiser lhe dar,

um irmão você vai ganhar!:/

 

1.Bendiz, minh’alma, o Senhor,

Seu nome seja louvado!

Minh’alma louve o Senhor,

Por tudo que me tem dado!

/:Me cura as enfermidades

E me perdoa os pecados!:/

 

2.Me tira da triste morte,

Me dá carinho e amor...

Com sua misericórdia

Do abismo ele me tirou,

E, como se eu fosse águia,

Vem renovar meu vigor!

 

3.Consegue fazer justiça

A todos os oprimidos...

Guiou Moisés no deserto,

A Israel escolhido...

Tem pena, tem compaixão

E não se sente ofendido!

Estaremos unidos, gritando pelos direitos da Classe Trabalhadora!

E, com certeza, aí, o Carpinteiro, o filho de José, o Ressuscitado que havia sido crucificado, estará no meio da gente!

 

(1) Abertura: DEUS NOSSO PAI                                                 

                            (HIN III A, p. 199)

deus, nosso pai protetor,

dá-nos, hoje, um sinal de tua graça!

por teu ungido, ó senhor,

estejamos pra sempre em tua casa!

 

1.Ó Senhor, põe teu ouvido

   Bem aqui pra me escutar,

   Infeliz eu sou e pobre

   Vem depressa me ajudar!

   Teu amigo eu sou, tu sabes,

   Só em ti vou confiar!

 

2.Compaixão de mim, Senhor,

   Eu te chamo, noite e dia...

   Vem me dar força e coragem

   E aumentar minha alegria;

   Eu te faço minha prece,

   Pois minh’alma em ti confia.

 

3.Tu és bom e compassivo

   E a quem pede dás perdão

   Dá ouvido a meus pedidos:

   Meu lamento é oração...

   Na hora amarga eu te procuro,

   Sei que não te chamo em vão!

 

4.Não existe nenhum deus

   Para contigo se igualar,

   Nem no mundo existe nada

   Que se possa comparar

   Às belezas que na terra

   Teu amor soube criar!

 

(2) Salmo de resposta: Salmo 95                                             

                         (HIN III A, p.200)

não fecheis o coração,

ouvi, hoje, a voz de deus!

 

Vinde, exultemos de alegria no Senhor,

Aclamemos o rochedo que nos salva!

- Ao seu encontro caminhemos com louvores

  E com cantos de alegria o celebremos!

 

Vinde adoremos e prostremo-nos por terra

E ajoelhemos ante o Deus que nos criou!

- Porque ele é nosso Deus, nosso Pastor,

   E nós somos o seu povo e seu rebanho!

 

Não fecheis os corações, como em Meriba,

Como em Massa, no deserto, aquele dia,

- em que, outrora, vossos pais me provocaram

  Apesar de terem visto as minhas obras!

*

 

4.Não fica guardando mágoa

E é lento pra castigar...

É sempre cheio de amor

E gosta de perdoar...

Não usa de nossos erros

Pra vir de nós se vingar!

 

5.Distância da terra ao céu,

Medida do seu amor!

Distância poente a nascente,

As nossas culpas vai pôr...

Qual pai que tem dó dos filhos,

De nós tem pena o Senhor!

 

6.Conhece nossa fraqueza,

Que somos como poeira...

A nossa vida é uma planta,

Um pobre erva rasteira...

O vento vem e a desfolha,

Já não se sabe onde era!

 

7.O amor de Deus aos que o temem

Se mostra em cada momento...

Também a sua justiça

Protege eternamente

A quem se apega à Aliança

E cumpre seus Mandamentos!

 

8.Firmou no céu o seu trono

E ao mundo vai dominar...

Seus anjos cantam sua glória

E fazem o que ele mandar...

Que a terra e todos os seres

Comigo venham louvar!

______________________________________________________________________

PENSE NISSO:

<<O futuro da fé cristã entre nós dependerá em boa parte do que façam os cristãos nas nossas comunidades concretas nas próximas décadas. Não basta o que possa fazer o Papa Francisco no Vaticano. Tampouco podemos colocar a nossa esperança no punhado de sacerdotes que possam ordenar-se nos próximos anos. A nossa única esperança é Jesus Cristo.

Somos nós os que temos de centrar as nossas comunidades cristãs na pessoa de Jesus como a única força capaz de regenerar a nossa fé gasta e rotineira. 
- O único capaz de atrair os homens e mulheres de hoje. 
- O único capaz de gerar uma fé nova nestes tempos de incredulidade. 

A renovação das instâncias centrais da Igreja é urgente. Os decretos de reformas, necessários. Mas nada tão decisivo como voltar com radicalidade a Jesus Cristo.>>
                   José Antonio Pagola

 

Quem nega a presença real de JESUS na união dos excluídos e excluídas, e na solidariedade dos que com eles e elas se juntam na luta por seus direitos, será que acredita mesmo na presença real de Jesus no Santíssimo Sacramento?...

 

 

 

 

DOWNLOAD DO ARQUIVO →