O mistério na vida... Circulando, fluindo... nos elementos, nas estações. Palavra que brota, agir que floresce... A luz pascal que incendeia a festa da existência. A soma dos "ires-e-vires", de homens e mulheres que celebram, se encantam, e se enredam, no cuidado com o mundo, na busca do Reino.

DESTAQUES SEMANAIS

POBRE E RICOS - 4

25/10/2019

POBRES  E  RICOS  - 4

COMO SÃO VISTOS OS POBRES E RICOS NOS EVANGELHOS

José Vanin Martins – outubro 2019

 

Abrindo o evangelho de Lucas encontro a oração de Maria, a mãe educadora de Jesus que BENDIZ A DEUS porque ELE: realiza proezas com seu braço: dispersa os soberbos de coração, derruba do trono os poderosos e eleva os humildes; aos famintos enche de bens, e despede os ricos de mãos vazias. Esta era a oração de louvor de  Maria. Lc 1,46-56

João Batista, primo de Jesus,  que veio preparar a sua chegada dizia: «Quem tiver duas túnicas, dê uma a quem não tem. “E quem tiver comida, faça a mesma coisa.»; «Não cobrem nada além da taxa estabelecida.» e  «Não maltratem ninguém; não façam acusações falsas, e fiquem contentes com o salário de vocês.» Lc 3,1-10

Foi para os enviados de João Batista, já preso  que Jesus disse claramente qual era sua missão: anunciar uma boa notícia para os pobres fazendo o bem da libertação das doenças e males Lc 7,11-30.

Para aqueles que são ricos, Jesus quer deixar bem claro o que acontecerá com eles, (tristeza , fome, e lágrimas, enganos) e indica uma nova maneira de relacionamento para todos. Lc. 6.20-36     

            Jesus nos adverte que é impossível servir a Deus e ao dinheiro. Confiar em Deus que  dá tudo para todos.. Mt 6,24-34

            A riqueza é uma ilusão passageira que induz para a acumulação exigindo dedicação total e leva ao esquecimento de valores eternos, a partilha. Mt. 6,19-21

Jesus igualmente adverte o rico para o perigo de sua condenação pela ganância de só querer acumular; a partilha é o modo de se tornar rico para Deus.  Lc 12,13-20; 32-34

            Lembro da advertência que Jesus fez ao contar a parábola da semente:  “A semente que caiu no meio dos espinhos é aquele que ouve a Palavra, mas a preocupação do mundo e a ilusão da riqueza sufocam a Palavra, e ela fica sem dar fruto.” Mt 13,22    

            Jesus conta a história da recompensa de Lázaro, o pobre e não nomeia o nome do rico condenado, porque ele representa o modo universal dos ricos agirem. A ganância do rico é tanta que não sobram as migalhas de sua mesa para o pobre. A ganancia cria a fome no Brasil e um abismo entre o rico e o pobre Lc 16,19-31

                Jesus convidou um homem rico, obediente dos mandamentos para segui-lo; uma condição, partilhar o que tinha com os pobres. Ele recusou. Diante desta constatação Jesus afirma; “De fato, é mais fácil um camelo entrar pelo buraco de uma agulha, do que um rico entrar no Reino de Deus.»  Lc 18,18-26

                O PLANO DE DEUS, desde a criação do mundo, que devemos construir é: dar de comer para quem tem fome, dar de beber para quem tem sede, acolher os imigrantes, agasalhar os sem roupa, zelar dos doentes e fazer uma educação para a liberdade... do contrário a consequência virá. Mt 25,31-46

            Lembro-me, ainda de  Paulo e Tiago:   “ Porque a raiz de todos os males é o amor ao dinheiro. Por causa dessa ânsia de dinheiro, alguns se afastaram da fé e afligem a si mesmos com muitos tormentos.”.  “Religião pura e sem mancha diante de Deus, nosso Pai, é esta: socorrer os órfãos e as viúvas em aflição, e manter-se livre da corrupção do mundo.”  Timoteo 6,10;  Tiago 1,17

            O QUE POSSO E O QUE CADA UM PODE CONCLUIR?

DOWNLOAD DO ARQUIVO →